Cine Comunidade exibe filme Amistad na Cinemateca de Santos | Boqnews
Foto: Divulgação

Cinema

31 DE AGOSTO DE 2015

Cine Comunidade exibe filme Amistad na Cinemateca de Santos

O longa foi escolhido em razão da do Dia da Lei Eusébio de Queiróz. A exibição é gratuita e aberta ao público

Por: Da Redação

array(1) {
  ["tipo"]=>
  int(27)
}

AmistadO Cine Comunidade exibe o filme Amistad nesta sexta-feira (4), às 19 horas, na Cinemateca de Santos. O longa foi escolhido em razão da do Dia da Lei Eusébio de Queiróz. A exibição é gratuita, aberta ao público e seguida de bate-papos com o crítico de cinema André Azenha.

O projeto Cine Comunidade consiste na formação de público para produções audiovisuais, desenvolvimento de um olhar mais crítico por parte do espectador e a discussão sobre aspectos do cotidiano a partir dos filmes. O projeto é  realizado pela Secretaria Municipal de Cultura de Santos e com apoio da Vídeo Paradiso.

Sobre o filme
Costa de Cuba, 1839. Dezenas de escravos negros se libertam das correntes e assumem o comando do navio negreiro La Amistad. Eles sonham retornar para a África, mas desconhecem navegação e se vêem obrigados a confiar em dois tripulantes sobreviventes, que os enganam e fazem com que, após dois meses, sejam capturados por um navio americano, quando desordenadamente navegaram até a costa de Connecticut. Os africanos são inicialmente julgados pelo assassinato da tripulação, mas o caso toma vulto e o presidente americano Martin Van Buren (Nigel Hawthorn), que sonha ser reeleito, tenta a condenação dos escravos, pois agradaria aos estados do sul e também fortaleceria os laços com a Espanha, pois a jovem Rainha Isabella II (Anna Paquin) alega que tanto os escravos quanto o navio são seus e devem ser devolvidos. Mas os abolicionistas vencem e, no entanto, o governo apela e a causa chega a Suprema Corte Americana. Este quadro faz o ex-presidente John Quincy Adams (Anthony Hopkins), um abolicionista não assumido, sair da sua aposentadoria voluntária, para defender os africanos.

Lei Eusébio de Queiróz
A Lei Eusébio de Queiróz foi uma modificação que ocorreu em 1850 na legislação escravista brasileira. A lei proibia o tráfico de escravos para o Brasil. É considerado um dos primeiros passos no caminho em direção à abolição da escravatura no Brasil. O nome da lei é uma referência ao seu autor, o senador e então ministro da Justiça do Brasil Eusébio de Queirós Coutinho Matoso da Câmara. Esta lei, decretada em 4 de setembro de 1850, deve ser entendida também no contexto das exigências feitas pela Grã-Bretanha ao governo brasileiro no sentido de acabar com o tráfico de escravos.

Serviço
Quando: Sexta-feira, 4 de setembro, 19h
Onde: Cinemateca de Santos – Rua Min. Xavier de Toledo, 42
Quanto: Entrada franca
Informações: 3301-1612.

Notícias relacionadas

ENFOQUE JORNAL E EDITORA © TODOS OS DIREITOS RESERVADOS

desenvolvido por:
Este site usa cookies para personalizar conteúdo e analisar o tráfego do site. Conheça a nossa Política de Cookies.