ETC
Mundo dos Pets

Como o chocolate pode ser prejudicial ao seu pet

Algumas pessoas não sabem, mas dar chocolate para o seu animal pode ser letal. Por isso, é importante evitar o consumo desta delícia para os bichinhos

15 de abril de 2019 - 14:13

Ana Caroline Freitas

Da Redação

Compartilhe

cachorro chocolate

A Páscoa está chegando e as casas se enchem de chocolate para comemorar a data.

Porém, para quem tem pets no lar é necessário ficar alerta, pois a ingestão do doce pode ser bastante prejudicial aos bichinhos.

Os chocolates, entre outros derivados do cacau, contêm substâncias tóxicas para os pets, causando efeitos colaterais.

Eles podem ser irreversíveis ou ainda levar o animal a óbito.

As veterinárias Carla Sadocco e Karla Vicentim, da clínica SPet, explicam os riscos que os animais correm ao ingerir chocolate e o que pode ser feito.

Toxicidade

O que faz mal para a saúde do animal é a teobromina, substância presente nas sementes de cacau.

Ela é rapidamente absorvida pelo organismo e é responsáveis pelo aumento da frequência cardíaca, agitação, tremores e convulsões.

Dessa forma, quanto maior a concentração de teobromina no chocolate, maior é o risco que o doce oferece para cães e gatos.

Portanto, os chocolates meio amargo e amargo são os mais perigosos.

Dose

O porte do animal tem relação direta com o grau de intoxicação.

A dose tóxica de teobromina é de 100 a 175 mg/kg em cães. Em gatos, é de 80 a 150 mg/kg.

Entretanto, alguns sinais da toxicidade são aparentes em doses menores.

A meia-vida (tempo necessário para que metade dos átomos em uma amostra desintegre-se) da teobromina no organismo canino é de 17,5 horas, podendo permanecer até 6 dias.

Porém, os sinais clínicos aparecem entre 6 e 12h do consumo.

Para os cães, cerca de 60 gramas (aproximadamente três “fileiras”) de chocolate ao leite por quilograma do peso corporal pode ser letal.

Todavia, as doses menores já são suficientes para causar intoxicação.

As veterinárias exemplificam: um ovo de Páscoa de chocolate ao leite (ou barra de chocolate comum) de aproximadamente 150 gramas já terá um efeito tóxico no organismo de um animal de porte pequeno.

Entretanto, se for um chocolate amargo (+ de 50% de cacau), basta aproximadamente 20 gramas (uma pequena fileira de “quadradinhos”) para intoxicar gravemente um animal pequeno.

cachorro chocolate

Sintomas

A intoxicação se manifesta por meio de vômitos, salivação, tremores, hipertensão, arritmias, excitação, incontinência urinária, e até convulsões.

Ao desconfiar que seu pet ingeriu chocolate, procure vestígios da embalagem, a fim de verificar a possível quantidade ingerida.

Em seguida, leve imediatamente ao veterinário.

O tratamento varia de acordo com a gravidade da intoxicação.

O procedimento básico consiste na fluidoterapia – administração de soro –, além de medicamentos para controlar sintomas gastrointestinais e neurológicos.

Prevenção e alternativas

O indicado é manter os alimentos contraindicados longe do alcance dos animais, evitar qualquer estímulo que possa levar a esses alimentos. E, acima disso, resistir ao olhar pidão deles.

Alguns produtos são desenvolvidos com ingredientes próprios para o consumo dos pets.

Os petiscos podem ser encontrados em lojas especializadas nos produtos para animais e permitem que o bichinho faça parte desta data comemorativa!

LEIA TAMBÉM: