Hora do lanche | Boqnews

ETC

20 DE FEVEREIRO DE 2009

Hora do lanche

X-franguinho, Via canal 6, Frango com Catupiry, Cachorros Quentes, X-Saladas, X-Eggs, X-Tudo, todos servidos no prato, para duas ou quatro pessoas e como bebida, uma jarra de 600 ml de suco natural ou de polpa.Para dar conta da fartura, é indispensável ter à mão, habilidade, apetite, garfo e faca para comer os lanches dos quiosques […]

Por: Da Redação

array(1) {
  ["tipo"]=>
  int(27)
}

X-franguinho, Via canal 6, Frango com Catupiry, Cachorros Quentes, X-Saladas, X-Eggs, X-Tudo, todos servidos no prato, para duas ou quatro pessoas e como bebida, uma jarra de 600 ml de suco natural ou de polpa.

Para dar conta da fartura, é indispensável ter à mão, habilidade, apetite, garfo e faca para comer os lanches dos quiosques localizados nas praias da cidade, onde deixam de ter características dos produtos rápidos e se tornam em verdadeiras refeições, principalmente àqueles que freqüentam a vida noturna santista.

De acordo com Marcelo de Almeida, do Quiosque Spetto, localizado no CPE (atual Centro de Paquera do Embaré), canal 4, a idéia dos lanches no prato surgiu nos trailers que trabalhavam no Embaré, extintos em 1995. “A tradição deste tipo de lanche é das pessoas que tinham carrinhos aqui. Aos poucos, os demais quiosques passaram a oferecer o mesmo tipo de produto que se tornou marca registrada de Santos”. Outra especialidade das casas do CPE é o lanche na barca ou no pão, servido na embalagem para hambúrguer aberta.

Prata da casa
Eleito duas vezes o melhor da praia, pela revista Veja, o Quiosque Romildo, no canal 6, tem como carro chefe o lanche de Frango com Catupiry para duas pessoas, servido na bandeja e com aproximadamente um quilo.

Segundo o proprietário, Romildo de Oliveira Vardejel, foi neste quiosque que surgiu o Frango com Catutpiry na praia, que faz sucesso entre os turistas e os consumidores fiéis. “Temos os lanches tradicionais, mas este e os demais servidos desta forma se tornam pratos de destaque pelo tamanho e pela qualidade oferecida”.

Vardejel explica que também existe um público específico que consome estes produtos. “Geralmente o pessoal tem faixa etária entre 20 e 25 anos e procuram os lanches no horário noturno, a partir das 22 horas. É muito comum vê-los saírem de casas noturnas e pararem nos quiosque para se alimentar. Por essa razão, muitos trabalham 24 horas”.

O investimento nos produtos compensa, conforme explica o proprietário, pois foi desta forma que conquistou diversos objetivos de vida, como formar as duas filhas: uma advogada e outra dentista.

Notícias relacionadas

ENFOQUE JORNAL E EDITORA © TODOS OS DIREITOS RESERVADOS

desenvolvido por:
Este site usa cookies para personalizar conteúdo e analisar o tráfego do site. Conheça a nossa Política de Cookies.