Temporal

Número de mortos pela chuva no Rio chega a sete

Bombeiros ainda fazem buscas por desaparecidos

09 de abril de 2019 - 14:11

Vitor Abdala

Agência Brasil

Compartilhe

A prefeitura do Rio de Janeiro confirmou, no início da tarde, a quarta morte na cidade por causa do temporal.

A vítima seria um jovem que morreu eletrocutado em Santa Cruz, bairro da zona oeste.

As outras vítimas são duas irmãs que morreram soterradas em um desabamento no morro da Babilônia, na zona sul da cidade.

Além disso, um motociclista morreu afogado ao ser arrastado pela enxurrada na Gávea, também na zona sul.

Bombeiros ainda fazem buscas por um desaparecido. Ele estaria sob uma casa que desabou também no Babilônia. Além disso, eles procuram possíveis vítimas dentro de carros em uma ladeira de Copacabana.

Posteriormente, a delegada Valéria Aragão, titular da 12ª DP (Copacabana), confirmou a existência de três corpos dentro de um carro amarelo, que foi soterrado por um desabamento na encosta da Avenida Carlos Peixoto.

Com isso, sobe para sete o número de mortos por causa das chuvas na cidade desde ontem (8).

Os trabalhos de resgate dos bombeiros é lento e foi interrompido uma vez porque as chuvas aumentaram.

A cidade permanece em estágio de crise. É o terceiro em uma escala de três, que indica a ocorrência de chuva forte a muito forte nas próximas horas, podendo causar alagamentos e deslizamentos.

A mobilidade na cidade está prejudicada devido às fortes chuvas registradas desde ontem.

O governador do estado do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, decretou ponto facultativo nas repartições estaduais da região metropolitana.

LEIA TAMBÉM: