Judiciário

06 DE JULHO DE 2021

Santista André Mendonça será novo ministro do STF, adianta Bolsonaro

Novo ministro se enquadra no perfil defendido pelo presidente Jair Bolsonaro, que já havia adiantado que indicaria alguém ‘terrivelmente evangélico’ ao STF.

Por: Da Redação

André Mendonça: de Santos para o cargo mais alto do Judiciário. Foto: José Cruz/Ag. Brasil

O ex-ministro da Justiça e atual procurador Geral da União, André Mendonça, será o novo ministro do STF – Supremo Tribunal Federal, conforme adiantou o presidente Jair Bolsonaro.

Ele irá substituir o ministro Marco Aurélio de Mello, que se aposenta na próxima semana, ao completar 75 anos.

Conforme prometido pelo presidente, que indicaria alguém ‘terrivelmente evangélico’, o novo ministro é formado em Teologia pela Faculdade Teológica Sul Americana, em Londrina, além de ter atuado como pastor na Igreja Presbiteriana do Brasil, em Brasília.

Santista de nascimento, Mendonça fez carreira como advogado na Petrobras Distribuidora, até ingressar na carreira na Procuradoria Geral da República em 2000.

Atuou como chefe da Procuradoria-Geral da República em Londrina (PR).

Foi também diretor do Departamento de Patrimônio Público e Probidade Administrativa, indicado pelo então procurador-geral Dias Toffoli, que será seu colega no STF agora.

Coordenou o Grupo Permanente de Atuação Pró-Ativa da AGU.

Em 2010, comandou o grupo que conseguiu recuperar parte de R$ 169 milhões destinados à construção do Tribunal Regional do Trabalho em São Paulo, desviados de cofres públicos.

Entre os condenados estavam o ministro Nicolau do Santos Neto e o então senador Luiz Estevão.

Entre 2016 e 18, foi assistente especial da Controladoria Geral da União, Wagner de Campos Rosário.

Em 27 de abril do ano passado, o presidente Bolsonaro nomeou Mendonça como ministro da Justiça e Segurança Público após renúncia do ex-juiz Sérgio Moro.

Meses depois, ele foi reconduzido ao cargo na Procuradoria Geral da União.

Estudos

Após se formar em direito em 1993 pela Faculdade de Direito do Centro Universitário de Bauru, em São Paulo, Mendonça concluiu sua especialização em direito público pela Universidade de Brasília.

É mestre pela Universidade de Salamanca (Espanha), com tese sobre corrupção, e doutor pela mesma instituição.

É professor assistente na universidade espanhola e também na Fundação Getúlio Vargas

Notícias relacionadas

ENFOQUE JORNAL E EDITORA © TODOS OS DIREITOS RESERVADOS

desenvolvido por:
Este site usa cookies para personalizar conteúdo e analisar o tráfego do site. Conheça a nossa Política de Cookies.