nacional

Temporada brasileira de cruzeiros 2018/2019 registra 100% de ocupação

Expectativa é que o impacto na economia nacional passe de R$ 2 bilhões

23 de abril de 2019 - 19:43

Da Redação

Compartilhe

A temporada de cruzeiros 2018/2019 no Brasil chega ao fim e contabiliza 100% de ocupação nas sete embarcações que navegaram por aqui.

Foi MSC Seaview, MSC Poesia, MSC Fantasia e MSC Orchestra, Costa Favolosa, Costa Fascinosa e Pullmantur Sovereign.

“Os dados oficiais da temporada ainda estão em fase de levantamento e serão lançados em agosto deste ano. Podemos ultrapassar os 100% de ocupação, já que estamos considerando apenas as cabines duplas, que também possuem leitos extras, fator que pode elevar esse número. Foi uma ótima temporada, todos estão satisfeitos e já trabalhando para a próxima”, disse o presidente da CLIA Brasil, Marco Ferraz.

Segundo levantamento da CLIA Brasil (Associação Brasileira de Cruzeiros Marítimos), foram ofertados 500 mil leitos na temporada.

Esse número representa 15% acima do período 2017/2018, com 545 escalas em alguns dos destinos mais desejados do Brasil.

Como por exemplo Rio de Janeiro, Santos, Búzios, Salvador, Ilha Grande, Ilhabela, Ilhéus, Balneário Camboriú. E ainda Portobelo, Cabo Frio, Recife, Angra dos Reis, Maceió, Ubatuba e Fortaleza.

Impacto

A estimativa é que esse período de atividades tenha um impacto na economia brasileira acima de R$ 2 bilhões.

Considerando, dessa forma, os 15% de aumento no total de viajantes embarcados. Isso em relação à temporada anterior de 2017/2018.

No período, foi injetado mais de R$ 1,792 bilhão na economia nacional.

“Para a Costa Cruzeiros, a América do Sul é um mercado estratégico e crescente. Encerramos a temporada 2018/2019 com praticamente 100% de ocupação nos navios Costa Favolosa e Costa Fascinosa, enfatizando a grande satisfação de nossos hóspedes, sendo a mais alta da temporada”, comemorou Dario Rustico, presidente executivo da Costa Cruzeiros para a América do Sul e Central.

“Para 2019/2020, teremos 22 dias adicionais de operação com o Costa Fascinosa e o Costa Pacifica. Ao estender a temporada crescemos de maneira sustentável na região, uma vez que, com os mesmos dois navios, conseguimos oferecer ao hóspede mais opções de roteiros e a possibilidade de viajar até meados de abril”, projetou.

Continuidade

“O Brasil é um mercado estratégico para a MSC Cruzeiros e por isso mantemos investimentos constantes no país. Estamos extremamente felizes com os nossos resultados dessa temporada e já estamos trabalhando para que a temporada 2019/2020 seja um sucesso ainda maior. Teremos um crescimento de 15% em relação à temporada atual, com uma oferta de 117 mil cabines e quatro navios com embarques em portos nacionais que oferecerão férias completas para os brasileiros”, comentou Adrian Ursilli, diretor Geral da MSC Cruzeiros.

“A Temporada brasileira de cruzeiros 2018/2019 foi bastante positiva para a CVC Corp. A CVC, que é a operadora que mais brasileiros embarca em cruzeiros no nosso litoral, registrou crescimento de duplo dígito na temporada, tendo atendido cerca de 150 mil clientes em cruzeiros, pela costa brasileira e América do Sul, por meio de nossas parceiras comerciais MSC, Costa e Pullmantur”, disse o Diretor executivo de produto marítimo e terrestre internacional na CVC Corp, Sylvio Ferraz.

“O Brasil recebeu transatlânticos de alto nível de serviço e entretenimento de bordo, também oferecendo aos clientes diversidade em rotas e propostas de serviços, o que impulsiona ainda mais a decisão de compra do brasileiro, que já vê os navios como bons produtos de viagem para todos as idades e estilos. E, para atender a essa demanda, desde o final do ano passado já estamos comercializando os cruzeiros para a temporada 2019/2020 no Brasil”, revelou Ferraz.

Novidades para 2019/2020

Enquanto os números oficiais são contabilizados, já é hora de olhar para a frente.

Para 2019/2020, com um navio a mais na costa brasileira, o MSC Sinfonia, a oferta deve chegar a 560 mil leitos.

Além disso, outra grande novidade é a cidade de Itajaí, em Santa Catarina, que passará a ter embarques e desembarques.

Dessa forma, portanto, ampliando as opções para os moradores da região Sul do país.

“Nos próximos nove anos serão 100 novos navios no mercado e estamos em constante trabalho e articulações para oferecer mais opções de roteiros pelo Brasil e América do Sul. Além, é claro, de melhorar nossas condições tanto em infraestrutura quanto em legislação para podermos captar alguns desses navios para o Brasil, a cada nova temporada’, reforça Marco Ferraz, presidente da CLIA Brasil.

LEIA TAMBÉM: