Turismo

Brusque: religiosidade na região Sul

Em Santa Catarina, cidade mantém tradições religiosas trazidas pelos europeus

14 de abril de 2019 - 09:10

Da Redação

Compartilhe

O Sul do Brasil oferece uma variedade de opções de lazer a quem visita a região. Especialmente em Santa Catarina, o Vale Europeu oferece contato com a cultura alemã, austríaca, italiana, polonesa e portuguesa devido aos principais colonizadores.

Brusque

Conhecido principalmente como destino para compras de artigos de cama, mesa, banho e vestuário, o amplo parque têxtil, implementado pelos poloneses também se transforma em um ponto turístico regional.

A mescla de etnias revela o charme do município de aproximadamente 131 mil habitantes. O dado é do censo do IBGE de 2018.

Influenciada pelas culturas italianas e alemãs, religião, a arquitetura, a gastronomia e as festividades são outros atrativos aos turistas que desejam passar alguns dias em Brusque.

No conjunto gastronômico e de festas, o prato típico da cidade é o marreco com repolho-roxo. A receita, de influência germânica, ganhou uma própria festa. É a chamada de Fenarreco.

Além desta especiaria, as padarias e confeitarias também abrilhantam a região com seus doces típicos, como o cuca coberta com farofa e banana.

Religião

Além do turismo gastronômico, Brusque detêm o segundo mais importante santuário católico do estado, o de Nossa Senhora de Azambuja.

Por ser uma das mais importantes localidades da cidade, o Santuário já prepara uma extensa lista de eventos que acontecerão durante a Semana Santa.

No entanto, o templo ainda possui o Museu Arquidiocesano Dom Joaquim, que foi erguido em 1933, porém, só foi aberto ao público em 3 de agosto de 1960.

Lá, estão presentes um dos mais ricos acervos em exposição no Estado de Santa Catarina. Além disso, é o maior museu de Arte Sacra do sul do Brasil.

Influência religiosa

Além disso, no alto da colina, em estilo mais gótico, o templo da comunidade evangélica luterana é a principal atração aos religiosos é o órgão alemão com 1.200 flautas.

No entanto, no Brasil, apenas existem três modelos parecidos como este.

Assim, por se tratar de uma acústica que beira o perfeccionismo, a Igreja é o local preferido para que aconteçam os concertos musicais.

Junto a Praça Barão Von Schneéburg, a Igreja Matriz São Luiz Gonzaga ganha destaques curiosos em sua construção.

Erguida por 25 mil pedras de granito, a construção é uma das mais importantes de Brusque. Ela apresenta formatos diferentes e o material foi extraído na própria cidade.

A capacidade da Igreja é de 2 mil pessoas.

O local, em estilo romântico, expõe duas torres de 40 metros de altura. Além disso, tem três naves com 45 metros de comprimento e 16m de largura.

LEIA TAMBÉM: