Turismo

Chile: Na rota dos bons vinhos

País oferece vários roteiros de visita a vinícolas

09 de junho de 2019 - 09:12

Da Redação

Compartilhe

O período mais gelado do ano é o ideal para os amantes do frio.

E para curtir a temporada de neve, um dos destinos mais populares na América do Sul é o Chile.

No inverno, a temperatura máxima é de 18º, e a mínima pode atingir índices negativos.

A atividade de maior destaque nesse período no Chile é esquiar e aproveitar a neve.

No entanto, é possível também fazer programas culturais e contemplar as paisagens de locais como a Cordilheira dos Andes.

Além disso, deve fazer parte do roteiro de quem visita o território chileno conhecer ao menos uma vinícola.

As condições geográficas do país permitem que o Chile seja um ótimo produtor de vinho, produto que faz parte da cultura local.

São diversas regiões produtoras espalhadas pelo território.

Por sua vez, as opções de passeio contemplam desde os especialistas na bebida até os que menos entendem do assunto.

Pensando no mercado brasileiro, alguns oferecem visitas monitoradas feitas em português, além do inglês e espanhol.

As excursões nas vinícolas costumam ser realizadas com hora marcada, portanto é importante agendar antecipadamente.

Concha y Toro

Próxima ao centro de Santiago, esta vinícola que funciona desde 1883 está entre as mais populares do Chile.

Ela é uma das maiores do mundo.

Produtor do tradicional rótulo Casileiro del Diabo, o local oferece opções de tour, da mais tradicionais à que inclui tábuas de queijos e taças de brinde oferecidas como recordação aos visitantes.

Santa Rita

Localizada próxima a Concha y Toro, a vinícola Santa Rita tem extenso território, e conta com restaurante, cafeteria, hotel e museu.

Entre as nove opções de passeio que o local possui, o visitante pode escolher passear de bicicleta entre as plantações de uva, degustar rótulos de vinhos diversos ou ainda produzir a própria bebida.

Undagarra

Uma das mais antigas do Chile, e também uma das mais visitadas, foi fundada por um dos pioneiros da vinicultura local.

É acessível, a cerca de uma hora da capital Santiago.

O passeio inclui visitar uma sala de aromas, para conhecer a essência dos mais variados rótulos de vinhos.

LEIA TAMBÉM: