Prós e contras

Como viajar de carro pela costa litorânea da Bahia

O litoral baiano reúne encantos que atraem turistas todos os meses do ano. E viajar de carro pode ser uma ótima pedida

05 de fevereiro de 2020 - 12:23

Publieditorial

Compartilhe

O litoral baiano reúne encantos que atraem turistas todos os meses do ano. E viajar de carro pode ser uma ótima pedida. Foto: Divulgação

O estado brasileiro com o maior litoral merece ser desbravado.

E por que não fazer isso de carro?

Confira dicas para realizar uma viagem inesquecível

Há inúmeros paraísos litorâneos no sul da Bahia, capazes de acelerar os corações de turistas e moradores que têm o privilégio de apreciá-los.

No entanto, os motivos de optar por percorrer o litoral baiano de carro vão além de suas vistas estonteantes, tendo ligação direta com a história das etapas de formação do Brasil.

Porém, antes de qualquer coisa, é preciso chegar à Bahia e, felizmente, há inúmeras formas de fazê-lo, a depender, sobretudo, do seu ponto de partida.

E, caso você não esteja saindo de tão longe, vale a pena buscar na internet uma passagem para Salvador na promoção.

No mais, para que não haja nenhum problema durante a sua viagem, selecionamos algumas dicas e esclarecemos as principais dúvidas tanto sobre a costa litorânea da Bahia quanto sobre viajar de carro.

Portanto, confira atentamente cada um dos tópicos especificados a fim de evitar potenciais dores de cabeça.

 

Roteiro de viagem

O roteiro de viagem é uma das etapas mais importantes do planejamento da viagem, se é que não a principal.

E há como dividir o roteiro da costa litorânea da Bahia em quatro partes:

1. Costa das Baleias — Alcobaça, Caravelas, Mucuri, Nova Viçosa e Prado;
2. Costa do Descobrimento — Belmonte, Porto Seguro e Santa Cruz Cabrália;
3. Costa do Cacau — Canavieiras, Ilhéus, Ipiaú, Itabuna, Itacaré, Maraú, Una, Uruçuca, Pau Brasil, Santa Luzia e São José da Vitória,
4. Costa do Dendê — Cairu, Camamu, Igrapiúna, Ituberá, Maraú, Nilo Peçanha, Taperoá e Valença.

O itinerário, que totaliza mais de 640 km, agrada, literalmente, a todos os tipos de viajantes:

Ou seja, aqueles que pretendem praticar esportes radicais; os amantes do ecoturismo.

E ainda: aqueles que estão dispostos a realizar trilhas para encontrar desertos paradisíacos;

E também os que desejam submergir sob a cultura baiana; entre outros.

 

Viajar com o próprio carro ou alugar um?

Há muitos fatores a serem considerados antes de tomar essa decisão, e o financeiro, apesar de extremamente importante, acaba ficando um pouco de lado nessa situação.

Veja, para viajar com o seu carro, ele precisa estar em dia e, às vezes, não há tempo de realizar um check-up completo, o que faz do aluguel uma alternativa viável e até mesmo mais segura para você e sua família.

Além disso, o carro alugado traz mais flexibilidade em relação ao modelo e até mesmo a capacidade de transportar passageiros.

Se a viagem for feita por 6 pessoas, há como alugar um carro de 6 lugares, por exemplo.

Ademais, questões como seguro, documentação e eventuais gastos podem tornar alugar um carro bem mais vantajoso, prudente, e, acredite, econômico.

 

Como economizar em uma viagem de carro?

 

Existem algumas estratégias que podem ser adotadas para gastar menos em viagens de carro. São elas:

● Alugar um carro, pois, como já mencionado, é muito mais barato do que viajar com o seu próprio, além de evitar inúmeros problemas;
● Poupar gasolina, evitando levar pesos desnecessários na bagagem, pois quanto mais pesado o carro estiver, mais combustível ele consumirá;
● Ligar o ar-condicionado, pois, ao contrário do que muitos imaginam, as janelas fechadas diminuem o atrito do carro com o ar e potencializam a economia de gasolina;
● Atente-se à data e ao horário da sua viagem, a fim de evitar estressantes engarrafamentos que, além de tudo, ainda gastam mais combustível,
● Tenha lanches rápidos dentro do carro, como frutas e sanduíches, para não precisar gastar com snacks caríssimos vendidos em postos de combustível.

 

Acampamento X Hospedagem

Depois de um planejamento para uma viagem bem-sucedida, é importante pensar sobre qual tipo de hospedagem proporcionará o melhor custo-benefício.

E, na Bahia, boas alternativas são acampamentos e hospedagem.

As duas opções são viáveis e escolher a melhor depende única e exclusivamente da experiência que você quer ter.

Levando em consideração que, independentemente de optar por qualquer uma das alternativas, a segurança deverá ser priorizada, basta realizar um questionário interno, a fim de não haver nenhum arrependimento.

As maiores vantagens do acampamento são, sem dúvidas, a economia e a possibilidade de estar em contato com a natureza, já que durante o dia a dia agitado das grandes cidades isso é quase impossível.

Se hospedar em hotéis ou pousadas traz mais conforto e menos preocupações — em comparação com o acampamento —, visto que, na maioria desses estabelecimentos, o café da manhã está incluso, há internet, ar-condicionado e outras vantagens.

No entanto, pagar diárias encarece a viagem.