Nas trilhas de Castelhanos | Boqnews

Turismo

12 DE AGOSTO DE 2008

Nas trilhas de Castelhanos

No fim de semana dos dias 26 e 27 de julho, o sol e o clima agradável formaram o cenário ideal para os participantes da Rota de Ilha Bela, evento que reuniu apaixonados por adrenalina e diversão fora de estrada. Organizado pela Equipe Mundo Off Road (EMOR), o passeio contou com a presença animada de, […]

Por: Da Redação

array(1) {
  ["tipo"]=>
  int(27)
}


No fim de semana dos dias 26 e 27 de julho, o sol e o clima agradável formaram o cenário ideal para os participantes da Rota de Ilha Bela, evento que reuniu apaixonados por adrenalina e diversão fora de estrada.


Organizado pela Equipe Mundo Off Road (EMOR), o passeio contou com a presença animada de, aproximadamente, 50 pessoas, entre adultos e crianças. Além de conhecer os atrativos turísticos de Ilha Bela, a aventura percorreu os caminhos que levam até a paradisíaca praia de Castelhanos, tudo a bordo de veículos 4×4.


Um dos líderes da EMOR, Ronald Ataulo, explica as características da modalidade vem se tornando uma boa opção de lazer. “O turismo off-road pode ser praticado por toda a família, basta possuir um veículo com tração nas quatro rodas”.


Ele revela que a maioria não conhece os diferenciais dos seus carros. “Muitos proprietários nunca utilizaram o recurso 4×4. Quando descobrem os lugares onde este tipo de automóvel pode chegar, o transformam em verdadeiros brinquedos de gente grande. A prova disso é a diversidade de pessoas e modelos de carros que temos neste passeio de dois dias.”


No sábado (26), o grupo viajou cerca de 150 quilômetros que separam a cidade de Santos de Ilha Bela. Após três horas pela rodovia Rio-Santos, onde foi possível observar lindas paisagens do litoral norte paulista, os aventureiros chegaram às balsas que operam no canal de São Sebastião.


Nos fins de semana e feriados, carros de passeio pagam R$ 17,70 pela travessia. Para visitar o lugar, a prefeitura local também cobra uma taxa de preservação ambiental de R$ 2 por automóvel. O visual justifica os valores gastos.


Atrações


Ao desembarcar, o primeiro atrativo da Rota de Ilha Bela ficou por conta da gastronomia. Com vários tipos de restaurantes, a cidade oferece opções para todos os gostos. O restaurante Cura foi a escolha ideal para aventureiros. Com a praticidade do self service e o requinte da cozinha internacional, o estabelecimento serve um vasto buffet de saladas, carnes, peixes e massas.


Os destaques são a picanha na chapa, a moqueca de cação e as massas preparadas na hora com ingredientes escolhidos pelo cliente. O quilo custa R$ 24,90. Funciona de terça a domingo, das 11 às 16 horas.


Após o almoço, os motores foram desligados. A hospedagem ocorreu no aconchegante hotel Ilha Bela. De frente para o mar, os estradeiros puderam relaxar na piscina e curtir o visual dos iates e veleiros que compunham a beleza do canal de São Sebastião.


O local ainda oferece tarifas atrativas em relação à sofisticada rede hoteleira instalada no município. Com apartamentos que comportam até cinco pessoas e com serviço de café da manhã incluso, os preços variam de R$ 180 a R$ 378 durante os fins de semana.


O fim de tarde também ofereceu momentos únicos de contato com a natureza. Conhecida como a Capital da Vela, a cidade oferece várias atrações náuticas. Com R$ 30 por pessoa é possível fazer um agradável passeio de escuna.


Os participantes apreciaram o pôr- do-sol e conheceram as belas praias do lado sul de Ilha Bela. Foi possível observar tartarugas marinhas e até pingüins que se perderam no litoral brasileiro nesta época do ano. A presença de golfinhos também é constante nas águas límpidas desta região.


Castelhanos


No domingo (27) aconteceu o ponto alto da aventura. A partir das 7 da manhã, o grupo encarou o desafio de chegar à praia de Castelhanos. A dificuldade de acesso faz dela um dos refúgios ecológicos mais procurados pelos amantes da natureza.


Foram 22 quilômetros de obstáculos off-road pelo interior do Parque Estadual de Ilha Bela. Com fauna e flora características da Mata Atlântica, o percurso também possui travessia de rio, o que dificulta a chegada de veículos comum ao paradisíaco lugar.


Com cerca de 1.500 metros de extensão e boa ondulação ao longo da extensão da praia, Castelhanos oferece condições ideais aos surfistas. As dificuldades de acesso fazem do local um lugar que vale a pena visitar após enfrentar tantas dificuldades. Falta de energia elétrica, moradias rústicas e canoas artesanais fazem de Castelhanos o típico vilarejo caiçara.


Para quem visitar o lugar, uma das opções é o quiosque Mar & Bar. A partir de R$ 15 é possível saborear variadas porções de peixes. Cerveja e refrigerante em lata custam R$ 4. Tudo é servido com o pé na areia e na comodidade de cadeiras, guarda-sóis e redes para espreguiçar. A paz e o barulho do mar são geniais.


O casal Roberto e Ana Priscilla Lucena atesta os prazeres da prática off-road. “Já temos o carro 4×4 há quatro anos, mas somente agora descobrimos uma equipe que oferece a modalidade. Um lugar como esse e a integração com a natureza nos faz aproveitar melhor a vida”, conta o portuário.


Já Priscilla, que é professora, aponta a integração como ponto forte. “Conhecemos pessoas legais e fazemos novas amizades a cada passeio. A organização, o nível leve de dificuldade e as atrações dos roteiros também são bons”.


Equipe


Com valores que variam de R$ 40 a R$ 350 por pessoa, a EMOR realiza passeios turísticos fora de estradas. O foco são os proprietários de automóveis 4×4, proporcionando a eles verdadeiras descobertas em possuir um veículo com esta característica.


Com apoio técnico e consultoria turística, a equipe administra todo o processo operacional nos eventos. Outro diferencial é o dimensionamento dos níveis de segurança, estimulando a participação familiar durante os passeios. Contatos e reservas podem ser feitos pelo site www.mundooffroad.com.br ou pelo telefone 3014-2722.

Notícias relacionadas

ENFOQUE JORNAL E EDITORA © TODOS OS DIREITOS RESERVADOS

desenvolvido por:
Este site usa cookies para personalizar conteúdo e analisar o tráfego do site. Conheça a nossa Política de Cookies.