Saúde

145,2 mil pessoas ainda precisam se vacinar contra a gripe na Baixada

Para proteger a população contra o vírus Influenza, as pessoas ainda não vacinadas precisam comparecer aos postos até 31 de maio

24 de maio de 2019 - 17:08

Da Redação

Compartilhe

Conforme balanço realizado pela Secretaria de Estado da Saúde, dados informados pelos municípios paulistas revelam que a Baixada Santista já vacinou mais de 430 mil pessoas contra a gripe. A meta da campanha é vacinar 90% da população.

Considerando todos os grupos, para atingir a meta, é necessário que pelo menos 145,2 mil moradores da região procurem a vacina contra o vírus Influenza até o final da próxima semana.

Tendo em vista que a campanha vai até 31 de maio.

Na Baixada Santista, é importante que compareçam aos postos, nos próximos dias, mais de 36,4 mil crianças na faixa etária de 6 meses a menores de 6 anos; 7,2 mil gestantes; 23,1 mil profissionais das redes pública e privada de saúde; mais de 1,9 mil professores das redes pública e privada de ensino; mais de 20,5 mil de idosos e 55,6 mil pacientes crônicos.

A Campanha

A campanha foi iniciada em 10 de abril.

Contudo, foram imunizadas 76,5 mil crianças (cobertura vacinal de 61%); 8,8 mil grávidas (49,4%); 33,2 mil profissionais de saúde (53,1%); 8,6 mil professores (73,6%); 178,7 mil idosos (80,7%); 109,3 mil pessoas com comorbidades (59,6%), 2,4 mil puérperas (84,2%), entre outros.

“É de extrema importância que todos os grupos prioritários compareçam aos postos de saúde para imunização. A vacinação evita complicações futuras como pneumonias ”, afirma o Secretário de Estado da Saúde, José Henrique Germann.

“A vacina não provoca gripe em quem tomar a dose. Pois é composta apenas de fragmentos do vírus que causam a devida proteção. Mas são incapazes de causar a doença”, complementa.

Segundo recomendação da OMS (Organização Mundial de Saúde), a vacina de 2019 irá prevenir a população-alvo contra o vírus Influenza dos tipos A (H1N1), A (H3N2) e B.

A vacina contra gripe é produzida pelo Instituto Butantan, unidade vinculada à Secretaria, que neste ano disponibilizou 64 milhões de doses ao Ministério da Saúde para a realização da campanha em todo o Brasil.

LEIA TAMBÉM: