Oftalmologia

18% dos brasileiros foram ao oftalmologista apenas uma vez na vida

Uma pesquisa feita pela Sociedade Brasileira de Glaucoma (SBG) mostra também que 36% dos brasileiros nunca foi ao oftalmologista

20 de maio de 2019 - 17:51

Da Redação

Compartilhe

A catarata e o glaucoma são duas das principais doenças oculares do mundo.

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), a catarata é responsável por 47,8% dos casos de cegueira no mundo. Além disso, o glaucoma é a principal causa de cegueira irreversível.

Atualmente, é celebrado no dia 26 de maio o Dia Nacional de Combate ao Glaucoma.

Atingindo mais a população idosa, as duas doenças diminuem a qualidade de vida de quem sofre com elas. Segundo o oftalmologista Dr. Fabio Ribeiro Colombo, médico especialista em catarata, existem formas de prevenção para ambas as doenças.

“No glaucoma, o principal fator de risco é a pressão elevada dos olhos, sendo assim a abordagem precoce neste sentido é muito importante e deve ser feita em consultas de rotina a partir dos 40 anos. Em relação a catarata, devemos nos proteger da radiação solar com óculos escuros de boa qualidade, assim como controlar o diabetes, não fumar e evitar o uso de medicamentos anti-inflamatórios do tipo corticoides”.

Tipos da doença

Existem duas formas principais de glaucoma: o do ângulo aberto e o de ângulo fechado.

O de ângulo aberto é o mais frequente e é assintomático inicialmente. Apresenta perda da visão periférica progressiva conforme a doença vai evoluindo.

Por outro lado, o de ângulo fechado é menos frequente. Ele pode apresentar quadros de dor na região dos olhos, dor de cabeça, olho vermelho, embaçamento visual e visão de halos ao redor das luzes.

Diferente do glaucoma, a catarata tem tratamento reversível da piora da visão.

Dificilmente ela pode ser detectada a olho nu. Um de seus principais sintomas são a visão embaçada e o aumento da sensibilidade a luz.

De acordo com o médico, “Ela pode atingir todas as idades, mas é muito mais comum em pessoas acima de 60 anos. A doença pode ser revertida apenas com tratamento cirúrgico, no qual a lente natural opaca é removida e substituída por uma lente artificial transparente, chamada de lente intraocular”.

A visão é fundamental para a preservação da nossa qualidade de vida. Portanto, o cuidado com ela deve ser redobrado. É necessário passar por consultas com o oftalmologista pelo menos uma vez ao ano.

“O cuidado com a saúde dos olhos inicia-se com o pré-natal. Nesta fase é possível detectar doenças na mãe que podem causar cegueira nos fetos, como a rubéola, toxoplasmose e sífilis. Catarata congênita é a terceira causa de cegueira na infância e estima-se que 1 em cada 250 nascidos vivos apresente algum grau de opacidade do cristalino. Todo neonato deve ser submetido ao teste do reflexo vermelho (teste do olhinho) para detecção precoce de opacidade do cristalino”, finaliza o especialista.

LEIA TAMBÉM: