Cuidados com a pele | Boqnews

Vida +

23 DE JANEIRO DE 2009

Cuidados com a pele

Verão é tempo de sol, praia, mar e piscina. Mas é também tempo de problemas de pele. Não só pelo excesso de exposição ao sol, mas pela atuação da água como agente transmissor de fungos e bactérias. Assim, é comum pessoas que freqüentam locais de grande aglomeração, como praias movimentadas e piscinas de clubes, parques […]

Por: Da Redação

array(1) {
  ["tipo"]=>
  int(27)
}

Verão é tempo de sol, praia, mar e piscina. Mas é também tempo de problemas de pele. Não só pelo excesso de exposição ao sol, mas pela atuação da água como agente transmissor de fungos e bactérias.



Assim, é comum pessoas que freqüentam locais de grande aglomeração, como praias movimentadas e piscinas de clubes, parques aquáticos ou condomínios, apresentarem anomalias de pele, como as conhecidas micoses. O contato com roupas molhadas e a sudorese intensa são, dentre outros, os ingredientes que influem na disseminação das micoses.

O fungo
Micoses são infecções provocadas por fungos que gostam do calor e umidade. É de dezembro a março, período em que freqüentamos mais as praias que temos maior contato com eles. O fungo causador da doença habita a pele de todas as pessoas e, em algumas delas, é capaz de se desenvolver provocando  manchas. Dermartologicamente conhecida como pitriase, a micose de praia se apresenta como pequenas manchas brancas pelo corpo.

Normalmente, essas manchas aparecem após uma frequência intensa e repetida à praia, em dias de sol muito forte. É provável que o fungo já esteja presente na pele da pessoa antes da ida à praia. Sob a ação dos raios solares, as áreas da pele isentas do parasita se pigmentam normalmente enquanto que nos locais onde estão as colônias do fungo, a pele assume tonalidades diferentes, surgindo daí o contraste, indicador da micose.

É com o suor provocado pelo aumento da temperatura, que podemos apresentar “frieiras” entre os dedos dos pés, descamação nas plantas dos pés e “assaduras” na região da virilha., mesmo sem ir à praia. Para prevenir, o ideal é usar roupas leves, de preferência de algodão. Sempre que possível aplique talco ou amido de milho nessas áreas para manter o local seco. Como a área mais atingida são os pés, o ideal é secá-los bem após o banho ou a permanência no mar e piscinas.

Tratamento
O tratamento para frieiras, requer a associação de profissionais multidisciplinares, como o médico dermatologista e o podólogo. Muitas vezes pode ser demorado, por isso, o melhor caminho é a prevenção. A micose de praia, possui, no geral, um tratamento simples que pode ser feito com medicamentos de uso via oral (comprimidos) ou local (sabonetes, xampus, loções, sprays ou cremes), dependendo do grau de comprometimento da pele.

Notícias relacionadas

ENFOQUE JORNAL E EDITORA © TODOS OS DIREITOS RESERVADOS

desenvolvido por:
Este site usa cookies para personalizar conteúdo e analisar o tráfego do site. Conheça a nossa Política de Cookies.