Saúde

O peso de fazer dietas

Nutricionista colaboradora esclarece os riscos de fazer dieta e fala como obter um emagrecimento duradouro

20 de agosto de 2019 - 12:44

Larissa Marques

Compartilhe

dieta

Vamos falar de um assunto em alta, fazer dieta emagrece? Muitos vão dizer que sim, afinal tiveram experiências “boas” onde emagreceram taaaantos kgs que estavam difíceis de serem eliminados. Muita gente defende o pensamento de se fazer dieta, muita gente é a favor e muita gente ainda o faz.

Algumas pessoas se torturam ao cortar alimentos que tanto gostam, como o pãozinho pela manhã, “estou de dieta” elas alegam. O pão quentinho pela manhã é tradição dos brasileiros, será que devemos abrir mão disso?

A resposta é clara, curta e direta: NÃO. Você não precisa abrir mão de nada para ter um emagrecimento, nem do pão, nem da cerveja, nem da pizza e muito menos do doce. Salvo em casos de doenças. Você pode comer de tudo, mas não tudo. O problema maior está que essas coisas (pizza, cerveja, doces) podem estar presente na sua rotina, mas em forma de exceção, o ganho de peso ocorre quando a exceção vira excesso.

É possível emagrecer comendo doce todos os dias, como é possível engordar comendo salada todo dia. Que coisa né? E por que isso? A vida todo escutamos que para emagrecer é preciso parar de comer, e isso não é verdade. Mais uma vez, ISSO NÃO É VERDADE. Ao fechar a boca, ao parar de comer, ao pular refeições, você deixa seu organismo sem combustível para trabalhar e realizar as tarefas diárias que ele está acostumado, isso faz com que ele trabalhe mais devagar, cada vez mais devagar, cada vez mais devagar, e durante esse processo, você vai perdendo peso (peso aqui de água e massa magra!!!!), até que você volta a comer.

Por que? Porque seu corpo pediu, seu corpo começa a gritar por energia, e você começa a comer tudo de novo, muita mais que antes, come come come come. E? Reganha o peso todo perdido, ou até mais.

Estudos dizem que após 4 anos, 98,9% das pessoas que fizeram dieta, obtém o peso perdido. Mas isso não é culpa sua, é culpa das dietas. As dietas foram feitas para fracassar. E todo dia é lançado uma dieta nova. Da lua, do sol, da sopa, da proteína… Quantas você ja fez? Quantas começou e desistiu? Em quanto tempo depois recuperou o peso perdido?

A mudança de peso real ocorre de dentro para fora, mudando comportamento, qualidade, se adequando a sua rotina, aos seus gostos, aos seus hábitos e seus horários.

Se seu objetivo é emagrecer rápido, e passageiro, pare de ler esse texto agora, ele não é para você. Agora, se você quer emagrecer aos poucos, de uma forma duradoura, ate permanente, continue, vou te ajudar.

Tem uma frase de um livro que eu uso como base para muitos textos da minha vida, que diz assim: “Nunca se falou tanto em dietas e nunca a população esteve tão acima do peso”. E como? Fazendo dietas.

As pessoas não fazem dietas e depois vivem felizes para sempre. As pessoas fazem dietas e continuam fazendo dietas, e dietas, e dietas, um ciclo.

Pois ela sabe que ao parar de fazer dietas, recupera todo peso perdido. E ela tem medo de recuperar, então ela vive nesse ciclo não saudável fisicamente e nem mentalmente. Ela não lembra como é sentir prazer ao fazer uma refeição com a família, comemorar, se sentir bem e feliz, pois ela sempre está seguindo dieta, ela não pode se dar ao luxo de ter prazer com a comida, ela vive com medo de comer. E onde isso é saudável?

Primeiro passo para um emagrecimento duradouro é rejeitar a mentalidade de dietas. Incluindo bons hábitos, bebendo água, fazendo atividade física, dormindo de acordo, sentindo fome física, sentindo saciedade, respeitando os sinais do organismo, tendo uma boa saúde física e boa saúde mental, diminuir consumo de alimentos industrializados, ricos em açúcar. Descascando mais e desembalando menos. Comendo mais comida de verdade, cozinhando.

Nós não somos máquinas, somos seres vivos com vontades, sentimentos e comportamentos. Repreender esses sentimentos e vontades, é fazer com que fiquem mais fortes. Pensem comigo, quando você vai a um rodízio a noite, qual pensamento que você tem para ter mais fome e poder comer mais? Ficar sem comer, pular refeições e fazer exercício físico, tudo para aumentar a fome. Mas quando quer emagrecer, você faz a mesma coisa. Aumentando a fome. Ficou claro do porque fechar a boca, fazer restrição e não respeitar vontades não dão certo?

“Nutri, você falou para não fazer dieta, você falou para respeitar os sinais e falou que podemos comer pão, arroz, macarrão (carboidrato). Então, por onde começar o emagrecimento duradouro?”

Fácil meus amigos, primeiro passo é parando de engordar. O que você mudou na sua vida, que levou ao ganho de peso? O que deixou de fazer, o que começou a fazer?

Primeiro, descubra isso, pare de engordar. Inclua frutas, legumes e verduras. Antes de fazer o avançado (malhar 5x na semana, comer integrais, comer 5 porções de frutas) comece pelo básico, faça atividade porque ama seu corpo e não porque o odeia.

Comece substituindo os refrigerantes, por suco natural. Comece substituindo os temperos industrializados, por ervas naturais, Comece diminuindo a quantidade de xícara de café com açúcar, ao invés de trocar o açúcar por adoçante. Comece, mas comece devagar, pois a direção é mais importante que a velocidade.

 

Larissa Marques, nutricionista e realizando pós graduação de transtornos alimentares e obesidade.