Artigo

A Segurança Pública exige muito planejamento

Texto enviado pelo leitor Uriel Villas Boas

26 de novembro de 2014 - 12:50

Compartilhe

Os recentes acontecimentos criminosos  em vários dos municípios que fazem parte da Região Metropolitana exigem uma reflexão que é mais do que necessária. É a forma de   diminuir os riscos que atingem a população fixa e os visitantes de forma inesperada e em circunstâncias que podem ser previstas. Em primeiro lugar, por certo, está a necessidade de um entendimento entre os dirigentes das várias organizações que atuam na área da segurança, com o claro objetivo de fazer um projeto adequado, com um planejamento que leve em consideração todos os os pontos, entre os quais, os efetivos funcionais, os equipamentos e as condições de trabalho.
Quem atua nessa área por certo tem o treinamento adequado e  não se pode ficar apenas na dependência de participação de ações repressivas ou momentâneas. E mais,são fundamentais  os investimentos no campo social, proporcionando principalmente aos jovens a oportunidade de acesso à cultura, ao esporte, a atividades as mais diversas em termos de coletividade, cujos   reflexos são muito  positivos, diminuindo os riscos de que esse pessoal seja recrutado para ações criminosas. São iniciativas que envolvem também os núcleos familiares, estimulando a amistosidade . Por certo o ambiente escolar não pode deixar de ser usado e o envolvimento dos servidores, entre os quais o professorado aumenta o potencial de estimular  essa juventude que em muitos momentos não tem oportunidade para crescer no campo social.
Mas há ainda uma  questão que não pode ser omitida que é o envolvimento dos mais diferentes segmentos sociais  nas discussões de propostas, para que todos percebam que em determinadas questões não se pode ficar apenas à espera de soluções, é fundamental a participação de todos os agentes comunitários. É assim que por certo teremos uma condição de vida onde as ações violentas sejam raridades e não sejam constantes como está acontecendo.
Uriel Villas Boas
Coordenação do Fórum da Cidadania de Santos