O 3 Sobreviventes de Hiroshima | Boqnews
Foto: Divulgação Os Tres Sobreviventes de Hiroshima

Teatro

19 DE AGOSTO DE 2019

O 3 Sobreviventes de Hiroshima

Em única apresentação, sobreviventes da bomba de Hiroshima vêm a Santos em espetáculo emocionante

Por: Da Redação

array(1) {
  ["tipo"]=>
  int(27)
}

Uma mistura de sorriso, choro, arrepio e superação! Essa é uma pequena amostra da sensação do público durante o espetáculo Os Três Sobreviventes de Hiroshima, que vem a Santos em única apresentação, no dia 31 de agosto (sábado), no Teatro Coliseu.

Uma das piores tragédias da humanidade será relembrada através de depoimentos emocionantes de três sobreviventes reais do primeiro ataque nuclear da História.

Na época, Takashi Morita, militar, 21 anos; Kunihiko Bonkohara, 5 anos e Junko Watanabe, 2 anos, estavam em Hiroshima no dia do bombardeio.

Hoje, respectivamente com 95, 79 e 77 anos eles sobem ao palco e reconstroem suas histórias individuais. Atravessam uma linha do tempo que traz os momentos da explosão nuclear na cidade japonesa, em 1945.

Além disso, trazem os dias seguintes, a constatação da injusta e cruel devastação. E, ainda, a imigração dos três para o Brasil.

O espetáculo

Em forma de teatro documental, utiliza fotos e vídeos originais e canções da época, interpretadas pelos sobreviventes.

Dessa forma, dando um clima ainda mais realista para o momento. Embora a presença deles ali já basta para a veracidade trazida pela peça.

Os Taikôs – tambores tradicionais da cultura japonesa – introduzem musicalmente e enaltecem a melodia utilizada na peça teatral.

E é o grupo Kyowa Daiko de São Vicente responsável pela execução dos tambores japoneses.

Santos

“Os Três Sobreviventes de Hiroshima” tem ligação direta com a cidade de Santos. O roteirista e diretor do espetáculo, Rogério Nagai, é de Santos e tem em sua avó, falecida aqui na cidade, em 1994, o início da curiosidade sobre essa história que marcou o mundo.

“Ela nasceu em Hiroshima e veio para o Brasil antes de estourar a guerra, como a maioria dos imigrantes japoneses aqui no país. Se ela permanecesse em Hiroshima, talvez eu nem estaria aqui”.

De acordo com Nagai, outra pessoa tem influência nesse caminho escolhido por ele, seu professor Alfredo Cordella.

“No meu primeiro dia de aula, no primeiro ano da faculdade, em 1997, por coincidência, ou não (brinca), o Cordella entra em sala e fala durante 40 minutos sobre… Hiroshima! Algo me empurrava para o que está acontecendo aqui, não é mesmo?”

 

Os Tres Sobreviventes de Hiroshima

Uma oportunidade única de ver e ouvir os relatos de quem vivenciou uma da maiores tragédias mundiais da Humanindade. Foto: Divulgação

 

Projeto Sobreviventes pela Paz

Depois de um ano de pesquisa surgiu, em 2016, a ideia de criar o Projeto Sobreviventes Pela Paz. Este continua recolhendo dados sobre sobreviventes e refugiados de guerras.

Além disso, promove ações como este espetáculo, no intuito de reforçar esse pedaço da história.

“O texto, ainda que trate de uma tragédia, leva uma reflexão sobre a paz por onde passa, com uma mensagem forte de resiliência, perdão e superação. Colocar os sobreviventes em cena é uma maneira que o projeto encontrou de mostrar a importância de propagar e manter a paz, para que acontecimentos como esse nunca mais se repitam.”, reforça Rogério Nagai.

Esta será a primeira vez do espetáculo em terras santistas. Por onde passou – Bauru, Curitiba, São Paulo e Campinas – o sucesso de público garantiu a importância de repassar documentos reais da história mundial, de geração em geração.

As sessões lotadas, com muitos espectadores ainda em fila de espera para fora do teatro consagraram Os Três Sobreviventes de Hiroshima. Agora, é hora da cidade de Santos receber de braços abertos essa preciosidade documental.

Hiroshima

Em 6 de agosto de 1945, no estágio final da Segunda Guerra Mundial, os EUA lançaram uma bomba na cidade de Hiroshima.

Posteriormente, três dias depois, atingiram também Nagasaki. Foram milhares de mortos e feridos, além de sobreviventes que buscaram retomar suas vidas depois da tragédia.

Os números oficiais informam entre 130 e 240 mil mortos como resultado destes que foram os primeiros, e únicos ataques nuclear, contra civis em toda a história.

No Brasil há 82 sobreviventes das bombas. Todos associados à Associação Hibakusha Brasil Pela Paz, anteriormente chamada de Associação das Vítimas da Bomba Atômica no Brasil, com sede na capital paulista.

Após ajuda médica e reconhecimento dado a essas pessoas, a Associação passou a se dedicar também à propagação de mensagens de paz. E também pelo fim de armas e usinas nucleares. Os Três Sobreviventes de Hiroshima é uma das ações apoiadas pela Associação.

O espetáculo é realizado pela NAGAI Produções Artísticas e Culturais. Criada em 2011, em São Paulo, desenvolve espetáculos, palestras, seminários e oficinas. Além disso, coordena o projeto Sobreviventes pela Paz.

 

Os Tres Sobreviventes de Hiroshima

Sobreviventes reúnem histórias emocionantes 74 anos após a tragédia que fez milhares de vítimas. Foto: Bianca Brito

 

Serviço

Recomendação:

12 anos

Local:

Teatro Coliseu (Rua Amador Bueno, 237 – Centro)

Sessão:

Sábado (31) às 20h

Ingresso:

R$ 30 e R$ 60

Informações:

Vendas pelo Sympla e na Associação Japonesa de Santos (Rua Paraná, 129 – Vila Matias), onde aceitam somente dinheiro.

Mais informações pelos telefones 3222-3268 ou (13) 98876-7076. Atendimento de segunda a sexta-feira, das 09h às 18h, e no sábado, das 08h às 14h.

Próximos eventos

ENFOQUE JORNAL E EDITORA © TODOS OS DIREITOS RESERVADOS

desenvolvido por:
Este site usa cookies para personalizar conteúdo e analisar o tráfego do site. Conheça a nossa Política de Cookies.