TEP apresenta novo trabalho na Concha Acústica Zéllus Machado | Boqnews
Foto: Divulgação

Agende-se

16 DE NOVEMBRO DE 2022

TEP apresenta novo trabalho na Concha Acústica Zéllus Machado

Evento acontece na quinta-feira (17), a partir das 19h.

Por: Da Redação

array(1) {
  ["tipo"]=>
  int(27)
}

Após passar por várias casas de espetáculos da cidade, o novo trabalho do Teatro Experimental de Pesquisas (TEP)- “O homem que sonhava pernas passos e canções” será apresentado neste final de semana. A data é no dia 17 de novembro, a partir da 19 horas, na Concha Acústica Zéllus Machada, com entrada franqueada ao público.

Dessa forma, depois quase oito meses de ensaios preparatórios desenvolvendo a produção do atual espetáculo, e passagem por dois festivais, esse trabalho chegou. A partir desta apresentação na Concha, uma série de uma série de intervenções pela cidade, de maneira a levar este trabalho, até meados do próximo ano.

Contudo, ao mais diversos espaços, muitos dos quais, já com agendamento fixado, oportunamente a ser divulgado.

Portanto, o espetáculo foi realizado a partir de uma colagem de textos pertencentes à lírica de diversos autores nacionais. Foram retirados trechos de vários períodos, compilados e organizados pelo diretor do espetáculo, Gilson de Melo Barros.

Além disso, especialmente feito para comentar e celebrar duas datas importantes comemoradas neste ano. São elas: o Centenário da Semana de 22 e o Bicentenário da nossa Independência Política.

 

Abordagem do espetáculo

Desse modo, concebido como uma entropia distópica sobre a história do Brasil, cobrindo um arco narrativo que se desenvolve de 1500 até os dias atuais, o espetáculo aborda, de forma lapidar, alguns momentos que marcaram o desenvolvimento do nosso processo civilizatório.

Para a construção do texto, foi organizada pelo autor uma serie de encontros literários improváveis, desde Pero Vaz de Caminha a Torquato Neto, por exemplo. Para tal manobra, Gilson contou com a consultoria, em especial parceria, da artista plástica e professora de História da Arte Beatriz Rota-Rossi. Ela é uma frequente colaboradora do TEP, em mais uma eficiente participação.

Com ensaios realizados a partir de janeiro deste ano, na própria UNISANTA, o grupo contou com diversas parcerias para o desenvolvimento do espetáculo: aulas de preparação corporal, por Arlaine Gomes; expressão vocal, por Lilian Rocha; laboratórios de maquiagem e criação de figurinos, por Rose Magalhães e Lindalva Parolini, respectivamente. Atividades estas direcionadas ao aprimorando dos atores e acabamentos do espetáculo.

Para a composição do elenco, novos e antigos parceiros se uniram ao grupo, a interpretar em sistema coringa (vários personagens-falas para cada ator) os textos do espetáculo: Henrique Pergolizzi (Aedo, Corifeu e Pero Vaz de Caminha), Tallyta Felix (Jaci, Beata e Coro), Cícero Pinto (Português e Coro), Edelvira Azevedo (India e Coro) e Marcos Vicente (Coro).

O espetáculo, com música original de Julinho Bittencourt e Rodrigo Savazoni, tem a sonoplastia assinada por Jota Amaral, e cenografia por Gilson de Melo Barros, além de contar com Pedro Paulo Zupo e Tales Ordakji na produção.

Com recomendação livre, o trabalho apresenta-se com entrada gratuita.

A localização é:

Concha Acústica Zéllus Machado, no jardim das praias de Santos, ao lado do Canal 3. Lembrando que em caso de chuva, uma nova data deve ser marcada.

 

 

 

 

 

Próximos eventos

ENFOQUE JORNAL E EDITORA © TODOS OS DIREITOS RESERVADOS

desenvolvido por:
Este site usa cookies para personalizar conteúdo e analisar o tráfego do site. Conheça a nossa Política de Cookies.