Partidos

Desafios do PT 4.0

10 de fevereiro de 2020 - 20:11

Da Redação

Compartilhe

O Partido dos Trabalhadores (PT) chega aos 40 anos nesta segunda (10).

Na região, Santos e São Vicente foram as primeiras cidades a eleger prefeitos do PT no final dos anos 80/início dos anos 90.

Depois, foi a vez de Cubatão.

Em 2002, o partido venceu as eleições e chegou à presidência da República, com a eleição de Luiz Inácio Lula da Silva durante dois mandatos

Além de Dilma Rousseff, sua sucessora, em dois mandatos, o último interrompido pelo impeachment.

Mas nem tudo foram glórias e vitórias.

O partido entrou no olho do furacão – ao lado de outras agremiações a qual costumava apontar os erros – com denúncias de corrupção envolvendo suas principais lideranças, inclusive seu principal expoente, o ex-presidente Lula, que ficou preso por mais de 500 dias na sede da Polícia Federal, em Curitiba, após mudança na legislação em relação à prisão após a segunda instância.

Mas outras acusações o atingem, como o caso do sítio em Atibaia e o terreno onde fora construído o Instituto Lula.

Apesar das evidências contra membros do alto escalão do partido, nenhum nome da região foi envolvido nas denúncias.

A mea culpa dos erros e denúncias, tão pregada por alguns da legenda, até agora não ocorreu oficialmente pela direção nacional.

Uma falha que só prejudica a legenda da estrela vermelha.

 

Alianças

Hoje, o PT tenta se reconstruir e já aceita fazer alianças com cerca de 30 siglas para as eleições municipais de outubro.

Dessa forma, seus números ainda são consideráveis: 1,5 milhões de filiados, 53 deputados federais, 6 senadores, 4 governadores, 256 prefeitos eleitos.

Assim, seu desafio dentro deste processo de depuração é fazer realmente sua mea culpa em razão das prisões de filiados e denúncias de corrupção que atingiram a legenda.

Além disso, renovar seu quadro de militantes, originalmente formado por trabalhadores, educadores e estudantes.

No entanto, apenas 8% do total dos filiados têm menos de 30 anos (cerca de 137 mil).

Por sua vez,  os maiores de 60 anos – que eram jovens nos anos 80 – representam 24% deste universo.

Assim, atrair os jovens é o grande desafio da legenda para voltar a se fortalecer.

 

LEIA TAMBÉM: