Educação

Enfim, lousas digitais

16 de fevereiro de 2021 - 16:51

Da Redação

Compartilhe

A despeito do elevado volume de recursos na área de Educação, escolas da rede pública não dispõem de lousas digitais.

No entanto, em algumas delas isso ocorrerá.

A aquisição do equipamento será possível por meio de uma emenda parlamentar indicada pelo deputado estadual Kenny Mendes (Progressistas), no valor de R$ 300 mil, já aprovada para o processo de liberação pela Secretaria de Estado da Educação.

A lousa interativa sensível ao toque (touchscreen) é um aparelho que possibilita ao professor expandir a abordagem ao conteúdo apresentado na sala de aula, com a utilização de vídeos, músicas, gráficos e jogos didáticos virtuais, entre outros.

Os recursos serão divididos entre seis unidades de ensino: Avelino da Paz Vieira, Colégio Santista, Dos Andradas II, João Papa Sobrinho, Padre Waldemar Valle Martins e Padre Lúcio Floro.

Todas contam com as chamadas ‘Estudiotecas’, espaço desenvolvido por meio de TRIMMC (Termo de Responsabilidade de Implantação de Medidas Mitigadoras e/ou Compensatórias) assinado entre a Prefeitura e a iniciativa privada, como parte do projeto ‘Escolas que Inovam’.

Hoje, cada uma dessas escolas conta com uma lousa digital.

A demanda chegou ao gabinete do deputado por solicitação do vereador Fabrício Cardoso (Podemos).

 

LEIA TAMBÉM: