Vacinas

Faltam critérios

17 de fevereiro de 2021 - 17:23

Fernando De Maria

Compartilhe

 

O término das vacinas – e a falta de perspectivas da chegada da nova leva – aliado ao fato de profissionais da área da saúde que não estão na linha de frente no combate ao Covid já terem recebido a primeira dose mostra como as coisas andam bagunçadas no País.

Enquanto isso, idosos, maiores vítimas do Covid-19, estão presos em casa aguardando ser vacinados.

Por sua vez, jovens ou pessoas com menor risco circulam por aí aguardando apenas a data para tomar a segunda dose.

E postando o feito nas redes sociais.

A medida, ainda que injusta, está garantida no Plano Nacional de Imunização contra o Covid, do Ministério da Saúde.

Aliás, o artigo do médico Dráuzio Varella no último domingo (14) na Folha de S. Paulo ilustra bem esta disparidade.

“Tem cabimento vacinar veterinários, terapeutas, personal trainers, escriturários de hospitais, antes dos mais velhos que representam mais de 70% dos mortos? É justo proteger essa gente antes de professores, policiais ou categoria mais expostas”, escreveu.

Palavras certeiras neste País incerto.

LEIA TAMBÉM: