Pagamentos

28 DE JULHO DE 2021

Navio Srakane

Por: Da Redação

Navio Srakane está atracado no estuário de Santos

Navio Srakane está atracado no estuário de Santos. Foto: Divulgação

Tripulantes do navio Srakane, atracado desde abril na Margem Esquerda do Porto, receberam quatro meses de salários atrasados, pagos pela seguradora do navio.

Em abril, o Ministério Público do Trabalho em Santos ajuizou uma ação civil pública contra as empresas ARGO, SEACHIOS e CBA.

O objetivo era garantir o pagamento de salários atrasados, assistência médica e repatriação da tripulação.

O pagamento referente a quatro meses de salários atrasados é uma parte do montante devido em US$ 111 mil (R$ 680,7 mil).

Números com base em cálculos de auditores fiscais do trabalho.

O navio continua atracado.

Assim, só poderá sair quando os responsáveis efetuarem a contratação de nova tripulação e promover a repatriação da tripulação.

Lembre o caso

Em abril de 2021, durante fiscalização de órgãos estaduais e federais que promoviam uma operação para coibir crimes no mar, encontraram tripulantes do navio SRAKANE sem água potável e sem alimentos.

Dessa forma, o navio também estava sem combustível e com sistema de esgoto saturado.

Assim, ao ajuizar a ação, o procurador Rodrigo Lestrade Pedroso afirmou:

“O Ministério Público do Trabalho busca mediante a presente ação civil pública provimentos inibitórios para a preservação da vida, da saúde e da integridade psicofísica dos trabalhadores marítimos, bem como a preservação de um meio ambiente de trabalho seguro, sadio e hígido”.

Em junho, decisão da 1ª Vara do Trabalho de Guarujá ordenou que os tripulantes fossem repatriados.

Em razão da situação de abandono do navio, e que as três empresas do setor de transporte marítimo desembarcassem os empregados, que estavam com contratos vencidos.

O caso segue em acompanhamento.

Notícias relacionadas

ENFOQUE JORNAL E EDITORA © TODOS OS DIREITOS RESERVADOS

desenvolvido por:
Este site usa cookies para personalizar conteúdo e analisar o tráfego do site. Conheça a nossa Política de Cookies.