Bertioga inicia construção do maior projeto habitacional da Baixada | Boqnews
Foto: Divulgação projeto habitacional

Obras

27 DE JULHO DE 2019

Bertioga inicia construção do maior projeto habitacional da Baixada

Serão investidos cerca de R$ 170 milhões para a construção de 1.500 moradias no bairro Jardim Raphael, gerando mil empregos diretos e indiretos

Por: Da Redação

array(1) {
  ["tipo"]=>
  int(27)
}

Conquista importante para 1500 famílias que sonham com a casa própria.

Está autorizado pela Caixa Econômica Federal o início das obras de construção de 1.500 casas em uma área localizada na altura do Km 218 da Rodovia Rio-Santos, no bairro Jardim Raphael.

É o maior projeto habitacional da Baixada Santista, o “Minha Casa, Minha Vida – Entidades”.

Os beneficiados esperam essa notícia desde 2014, ano do anúncio do projeto.

Agora, depois de muito empenho da Administração Municipal junto às entidades envolvidas, o sonho se torna realidade.

O recurso, no valor de R$ 170 milhões, é proveniente do programa Minha Casa Minha Vida.

Além do programa Casa Paulista.

As obras, previstas para começar em breve, devem gerar cerca de mil empregos diretos e indiretos.

Devido à complexidade do projeto, que envolve a aprovação e consulta de vários órgãos, como o Grapohab (Grupo de Análise e Aprovação de Projetos Habitacionais do Estado de São Paulo), Secretaria de Meio Ambiente e o Grupo de Atuação Especial de Defesa do Meio Ambiente (Gaema), do Ministério Público, a Prefeitura trabalhou com afinco na articulação para que esta importante obra se realize.

Para o prefeito de Bertioga, Caio Matheus, esse é um momento muito aguardado e feliz para a Cidade e Região.

“É o maior projeto habitacional da Baixada Santista, resultado de dezenas de reuniões e de muito trabalho. Vale destacar o empenho dos técnicos da Prefeitura, Poder Legislativo, governador João Doria e Governo Federal. Vamos reduzir pela metade o déficit habitacional. Gerar cerca de mil postos de trabalho e realizar o sonho da casa própria para mais de seis mil pessoas”, declarou.

Apartamentos

Os apartamentos terão dois quartos, sala, cozinha, banheiro e área de serviço.

O empreendimento é composto por 75 blocos de edifícios, com cinco pavimentos cada.

Serão cinco condomínios, com 15 blocos em cada um.

Eles receberão nomes de plantas nativas da região como Flamboyant, Resedá, Quaresmeira, Ganandi e Claraíba.

Os condomínios ainda vão contar com vagas de estacionamento privativas e para visitantes, área comum com salão de festas e playground.

Beneficiados

As novas unidades atenderão famílias com renda entre zero e três salários mínimos.

A seleção dos beneficiados foi feita de acordo com os critérios que priorizaram famílias em áreas de risco ou insalubres ou que tenham sido desabrigadas; famílias com mulheres responsáveis pela unidade familiar; e famílias de que façam parte pessoas com deficiência.

Essas famílias estão cadastradas desde a época do lançamento do projeto, em 2014.

As 1.500 unidades contribuirão, ainda, para a redução do déficit habitacional do Município de Bertioga, que, segundo o Censo 2010, é de aproximadamente 3,5 mil domicílios.

O empreendimento será executado pela empresa Qualyfast Construtora, em parceria com entidades como a Associação dos Moradores do Jardim Helena, Frente Paulista de Habitação Popular do Estado de São Paulo e Movimento Pró- Moradia de Suzano.

Notícias relacionadas

ENFOQUE JORNAL E EDITORA © TODOS OS DIREITOS RESERVADOS

desenvolvido por:
Este site usa cookies para personalizar conteúdo e analisar o tráfego do site. Conheça a nossa Política de Cookies.