Baixada Santista: 16 mortos e 32 desaparecidos, conforme Bombeiros | Boqnews

Calamidade

03 DE MARÇO DE 2020

Baixada Santista: 16 mortos e 32 desaparecidos, conforme Bombeiros

Ao todo, são 32 pessoas desaparecidas. Pelo menos 16 vítimas fatais foram confirmadas.

Por: Da Redação

array(1) {
  ["tipo"]=>
  int(27)
}

Morros correm riscos de novos deslizamentos. Foto: Prefeitura de Santos

 

Subiu para 12 o número de vítimas das chuvas que atingiram a Baixada Santista, na madrugada de segunda-feira (2).

Ao todo, 46 pessoas continuam desaparecidas nos seguintes municípios: Guarujá (11 óbitos e 32 desaparecidos), Santos (1 óbito e 11 desaparecidos) e São Vicente (1 óbito e 2 desaparecidos).

Já foram disponibilizadas 4,6 toneladas de materiais de ajuda humanitária (colchões, cobertores, cestas básicas, água sanitária e água potável) ao município de Santos (única solicitação até o momento).

O número preliminar de desabrigados é de duzentos (200), no Guarujá.

Em coletiva de imprensa, na Prefeitura de Santos, o governador do Estado de São Paulo, João Doria (PSDB), informou que mais de 100 bombeiros estão trabalhando em conjunto com a Defesa Civil nos deslizamentos.

Segundo ele, oito lugares foram os mais afetados, sendo quatro deles em Santos, dois em Guarujá e São Vicente.

No entanto, o governador afirmou que há riscos de novos desabamentos nos dois próximos dias.

A Defesa Civil do Estado informou que a previsão para toda a terça-feira é de chuva moderada a forte em todo o litoral São Paulo. Inclui, portanto, toda a região da Baixada Santista devido a formação de uma área de baixa pressão no litoral de São Paulo e a circulação dos ventos nos altos níveis da atmosfera.

Para ele, centenas de casas estão irregulares nos locais que foram mais afetados pelas chuvas.

O governador afirmou ainda que haverá doações de mantimentos para os necessitados.

“Destinaremos alimentos, água mineral, itens de higiene pessoal, colchões e o pagamento de aluguel social”, afirmou Doria.

 

“Acolher as famílias”

Também na coletiva, o prefeito de Santos, Paulo Alexandre Barbosa (PSDB), explicou que as medidas estão sendo tomadas e as famílias serão acolhidas.

De acordo com o mandatário, há vistorias nos locais para que não haja mais ocorrências das chuvas.

“A ênfase importante aqui é que as famílias possam respeitar as orientações da Defesa Civil”, ressalta.

Ainda segundo o prefeito, há um plano em conjunto com a Defesa Civil para mapear as áreas de risco.

Assim, quando há confirmações de risco, a Defesa Civil orienta a população a deixar as residências.

No entanto, afirma o prefeito, nem todos os moradores seguem as orientações.

“Agora o que está em jogo é a vida das pessoas, é importante reforçar o pedido de saída das famílias”, finaliza.

 

Casos no Morro do São Bento

Segundo informações obtidas pela reportagem do Boqnews, cerca de cinco pessoas estão desaparecidas no Morro do São Bento.

Ao todo, três crianças e dois adultos de uma mesma famílias sofreram com os deslizamentos.

De acordo com a doméstica, Silvia Cruz, os morros de Santos estão todos em estado precário.

As vítimas são membros da família da profissional.

“Provavelmente estão todos sem vidas”, lamenta.

No total, a Defesa Civil atendeu a mais de 70 ocorrências entre os seguintes pontos: Morro da Penha (2), Morro do Jabaquara (1), Morro do Fontana (4); Morro do José Menino (1); Saboó (2); Morro da Caneleira (2); Monte Serrat (3); Morro Santa Maria (8); Vila Progresso (3); Marapé (5); Nova Cintra (7); Morro do Pacheco (4); Morro São Bento (10); Morro do Bufo (1) e outros locais da Cidade (mais de 16).

 

 

Obs.: Até às 18 horas.

 

Deslizamento no Morro do São Bento, próximo ao Bom Prato. Foto: Divulgação

Notícias relacionadas

ENFOQUE JORNAL E EDITORA © TODOS OS DIREITOS RESERVADOS

desenvolvido por:
Este site usa cookies para personalizar conteúdo e analisar o tráfego do site. Conheça a nossa Política de Cookies.