Congresso destaca Santos como referência na oferta de laserterapia no SUS | Boqnews
Foto: Divulgação/PMS

Cidades

04 DE DEZEMBRO DE 2022

Congresso destaca Santos como referência na oferta de laserterapia no SUS

Evento aconteceu na capital paulista na última quinta-feira (1)

Por: Da Redação

array(1) {
  ["tipo"]=>
  int(27)
}

A oferta da laserterapia no SUS de Santos como método curativo foi apresentada como referência na última quinta-feira (1).

Dessa forma, o evento aconteceu no VIII Congresso Brasileiro de Prevenção e Tratamento de Feridas, em São Paulo, no Centro de Exposições Frei Caneca. A organização do evento é da Sociedade Brasileira de Enfermagem em Feridas e Estética (Sobenfee).

Sendo assim, em 2022, Santos tornou-se cidade pioneira ao oferecer, no sistema de saúde municipal e em 100% do seu território, a laserterapia. Além disso, as coberturas especiais para o tratamento de lesões.

“Santos está de parabéns pela implantação de tecnologias que diminuem custos financeiros e sejam mais eficientes no tratamento de feridas”, afirma Mara Blanck, presidente da Sobenfee.

Contudo, o caminho trilhado por Santos desde 2018 foi apresentado a representantes de outros municípios.

Além disso, também da iniciativa privada na mesa redonda “O Processo de Gestão para a Implantação de uma Central de Curativos”, mediada pela enfermeira Luciana Bona Marolo.

“Tivemos um grande salto de qualidade em Santos no tratamento de lesões a partir do uso da laserterapia e das coberturas especiais. E em diferentes aspectos, seja pela melhor capacitação das equipes, recuperação mais rápida dos pacientes, ampliação do faturamento perante o Ministério da Saúde. Essa expertise buscamos difundir para que outros municípios se inspirem”, destaca Graziela Povrezan, enfermeira que lidera o Grupo Técnico de Curativos de Santos.

A explanação teve divisão na apresentação de temas secundários, de cerca de 10 minutos cada um.

Dessa forma, a abordagem foi sobre os aspectos necessários para a criação e continuidade da Central de Curativos.

Sendo assim, desde a sua evolução até a oferta da laserterapia e das coberturas especiais, que aceleram o processo de cicatrização, especial de lesões mais persistentes, como em pacientes diabéticos ou com problemas vasculares.

A enfermeira Luzana Mackevicius Bernardes realizou a palestra “Formação acadêmica de enfermagem no cuidado ao cliente/paciente portador de ferida: interface com a prática profissional”.

Dessa maneira, Luzana destacou a importância de as escolas e universidades formarem os profissionais para os desafios cotidianos.

Já, a enfermeira Graziela Povrezan destacou “A gestão do enfermeiro na implantação dos serviços”.

Além disso, o secretário de Saúde em exercício, Denis Valejo, falou sobre “O reflexo do crescimento do faturamento de serviços com apoio da gestão macro”.

“Registramos cerca de R$ 40 mil em faturamento com curativos no ano de 2018 e devemos fechar 2022 com quase R$ 600 mil. Nosso objetivo é oferecer uma assistência de qualidade, com tecnologia de ponta, que recupera mais rápido os pacientes e reduz custos. Tudo isso alinhada a uma gestão bem feita, com registro de toda a produção realizada, para trazer retornos financeiros ao município e permitir a continuidade do serviço”, explicou Denis Valejo.

No entanto, a vereadora Audrey Kleys explanou sobre a “Contribuição do legislativo na implantação de uma central de curativos”.

A vereadora foi a primeira a encaminhar emendas parlamentares à Central de Curativos para ampliação da laserterpia, utilizadas para a aquisição de aparelhos e capacitação de enfermeiros.

“Para o próximo ano, vamos atrás da ampliação da laserterapia para uso odontológico”, afirmou Audrey Kleys.

Sendo assim, enfermeiras da Secretaria de Saúde de Santos apresentaram ainda a mesa redonda “A trajetória do enfermeiro em busca da autonomia no serviço de curativo”, sob coordenação de Rafaella Pitol Corrêa, chefe da Seção de Formação da Secretaria de Saúde.

Dessa forma, Flávia Cristina Félix tratou do tema “A busca pela qualificação através de treinamentos e reuniões técnicas”; Mileine Gonzalez explanou sobre “Aproveitamento da estrutura do serviço: intersecção entre os níveis de complexidade” e Priscyla Sotelo, sobre “Conhecimento, qualificação e segurança: tríade segura para alcançar a autonomia”.

Notícias relacionadas

ENFOQUE JORNAL E EDITORA © TODOS OS DIREITOS RESERVADOS

desenvolvido por:
Este site usa cookies para personalizar conteúdo e analisar o tráfego do site. Conheça a nossa Política de Cookies.