Cresce a procura por Carteira de Identidade para bebês | Boqnews
Foto: Paulo Marques / Poupatempo

Estado de SP

19 DE JUNHO DE 2015

Cresce a procura por Carteira de Identidade para bebês

De janeiro do ano passado a maio deste ano, mais de 280 mil crianças de até três anos tiraram o RG

Por: Da Redação

array(1) {
  ["tipo"]=>
  int(27)
}

popupatempoOs brasileiros estão tirando a Carteira de Identidade cada vez mais cedo. Estatísticas oficiais indicam que, somente no Estado de São Paulo, 187,1 mil bebês de até três anos tiraram o documento de janeiro a dezembro de 2014. No ano anterior, foram 156,8 mil na mesma faixa etária. Em 2015, só de janeiro a maio, mais 95,2 mil crianças de até três anos já tiraram seu primeiro RG.

Do total de mais de 439 mil bebês que tiraram RG desde janeiro de 2013, 166,4 mil tinham menos de um ano de idade quando foram levados pelos pais a um dos postos do Poupatempo, programa de prestação de serviços de cidadania do governo do Estado de São Paulo.

O primeiro RG é gratuito, por lei, e tem validade por 18 anos. Só na hora de tirar o segundo RG, atualizado, é cobrada uma taxa de R$ 31,88. O documento é muito mais fácil de ser portado do que a Certidão de Nascimento, que se deteriora com o tempo. A cédula de identidade pode ser levada com facilidade na carteira para ser apresentado em consultas médicas ou em viagens.

Outro motivo da procura crescente por RGs para bebês é o prazer dos pais em mostrar aos parentes e amigos o primeiro documento da criança, com foto e impressão digital. Nas redes sociais como o Instagram e o Facebook, os bebezinhos com documento fazem sucesso.

Há casos em que o bebê é levado com poucos dias de vida para tirar o documento. Como as digitais ainda não estão totalmente definidas, apenas as impressões digitais dos dedões são documentadas na carteira de crianças de até cinco anos. No espaço para a assinatura, a identidade dos bebês traz o aviso de que o portador está “impossibilitado de assinar”.

Com o filho pequeno no colo, os pais recebem atendimento preferencial na hora de tirar o documento. Para maior comodidade dos cidadãos, o Poupatempo oferece um serviço de remessa de documentos pelos Correios, por R$ 9,09.

Os atendentes do Poupatempo já sabem como contornar problemas que costumam surgir na hora de atender crianças. “Elas as vezes se assustam com as luvas usadas pelos técnicos que fazem a coleta biométrica, pois acham que vão tomar vacina”, conta a assistente administrativa do Poupatempo Bethânia Vícola. “Os funcionários já sabem e usam uma luva como bixiga para distrair as crianças durante o atendimento”, conta ela. “É comum ver funcionários do Poupatempo com crianças no colo para evitar choro”, acrescenta.

Como o RG tem foto e impressões digitais, muitos pais consideram que o documento é uma garantia a mais em termos de segurança. Se antes de pedir a emissão do RG os pais providenciarem o CPF da criança, a identidade já terá impresso o número de identificação que valerá para a vida toda para assuntos ligados à Receita Federal

Notícias relacionadas

ENFOQUE JORNAL E EDITORA © TODOS OS DIREITOS RESERVADOS

desenvolvido por:
Este site usa cookies para personalizar conteúdo e analisar o tráfego do site. Conheça a nossa Política de Cookies.