Terceira idade

Em Santos, especialistas em tecnologia abordam inclusão digital

Iniciativa faz parte da Rede Amigo do Idoso e encontros serão realizados em 30 cidades do estado de São Paulo

07 de novembro de 2019 - 11:01

Da Redação

Compartilhe

A cidade de Santos recebe no dia 7 de novembro duas palestras voltadas para a inclusão digital do público 60+.

A ação faz parte da Rede Amigo do Idoso, criada este ano pela Fundação de Apoio a Pesquisa, Ensino, Tecnologia e Cultura (FAPETEC).

O objetivo da iniciativa é impactar este público sobre a importância das ferramentas digitais tanto para a inclusão digital segura como para a reintegração no mercado de trabalho.

Dois temas farão parte do encontro.

O primeiro será “Comunicação e Longevidade”, abordado pelo estudioso dos impactos da ciência e da tecnologia na longevidade e influenciador 50+, Ricardo Mucci.

Já a segunda palestra terá como tema “Uma rede para todos – compartilhar para somar”.

Será ministrada pelo profissional de Tecnologia da Informação José Geraldo Magalhães, que falará sobre a importância das redes sociais como instrumento de inclusão e socialização.

O evento ocorrerá na Unisanta.

O objetivo da Rede Amigo do Idoso é integrar um conjunto de ações públicas e privadas.

Voltadas para a valorização e promoção da qualidade de vida do público 60+.

A ação envolve a realização de 30 palestras gratuitas.

Estão programadas para acontecerem em novembro e dezembro de 2019 e maio de 2020, em 15 cidades-polo de São Paulo.

Além de Santos, a programação envolve os seguintes municípios: Araçatuba; Araraquara; Barretos; Campinas; São José do Rio Preto; Ribeirão Preto; Franca; Marília; Presidente Prudente; Bauru; Registro; São José dos Campos; Registro; Sorocaba e São Paulo/Capital.

A meta é a de impactar 132 cidades paulistas que têm população acima de 50 mil habitantes

 

Projeto

O projeto, que é certificado pela Secretaria de Desenvolvimento Social do Estado de São Paulo, foi concebido com a colaboração do jornalista e influenciador 50+ na temática da maturidade moderna, Ricardo Mucci, que ressalta a importância de atividades integradas para este segmento da população. 

“São Paulo tem mais de 7 milhões de pessoas com 60 anos ou mais. Especialmente a população que vive fora dos centros urbanos, carece de informações e conhecimentos sobre o que o futuro lhes reserva. A Rede Amigo do Idoso de São Paulo quer contribuir para a inclusão digital deste público. Primeiro passo para sua inserção social e, consequentemente, para que governos, empresas e a sociedade tenham uma percepção mais fiel sobre a realidade da população idosa do estado”, afirma Mucci.

Além da rodada de palestras, a FAPETEC criou o portal www.raisp.org.brespaço para promover a inclusão digital do público 60+.

 O portal também conecta os usuários aos Conselhos Municipais do Estado e traz notícias com dicas de saúde, serviços, finanças e políticas públicas.

 Há ainda uma versão do Estatuto do Idoso para baixar em formato PDF. 

A presidente do Conselho Estadual do Idoso, Vera Luzia do Nascimento Fritz, afirma que a Rede reforçará as ações dos Conselhos.

“Na medida em que os conselhos tiverem acesso ágil às informações que permeiam o envelhecer, o trabalho terá melhor qualidade. Assim, atingirá objetivos gerais que é a melhoria na política pública municipal, estadual e nacional.”

LEIA TAMBÉM: