Finados

Homenagem com flores nos cemitérios requer cuidados

Agentes do Departamento de Controle Vetoriais de São Vicente dão dicas para evitar a formação de criadouros para o Aedes aegypti

01 de novembro de 2019 - 19:04

Da Redação

Compartilhe

Muitas pessoas costumam levar flores aos cemitérios no Dia de Finados como forma de homenagear os entes queridos já falecidos.

No entanto, são necessários alguns cuidados para evitar a formação de criadouros do mosquito Aedes aegypti. Trata-se do transmissor de doenças como Dengue, Zika e Chikungunya.

O Departamento de Controle de Vetores de São Vicente, ligado à Secretaria de Saúde (Sesau) atua no combate ao mosquito. Dessa forma, realizam ações de conscientização.

Dicas dos agentes específicas para os cemitérios

Embalagens plásticas, suportes para velas colocadas nos túmulos, copos plásticos e os próprios jazigos podem servir de criadouros para as larvas dos mosquitos.

Na hipótese de uso de vasos, a recomendação é preenchê-los com areia ou substituí-los por modelos que não acumulam água – fazer furos nos vasos também ajuda.

Além disso, as flores podem ser plantadas diretamente na terra. É recomendável evitar plantas que podem reter água entre as folhas, como as bromélias, por exemplo.

É recomendado retirar as embalagens plásticas dos vasos e não utilizar cachepôs ou objetos que acumulem água sobre os túmulos.

E, ainda, realizar o reparo com frequência da sepultura evitando saliências ou buracos.

LEIA TAMBÉM: