Associação Japonesa

18 DE JUNHO DE 2021

Em vídeos, uma parte da história sobre a imigração japonesa no Brasil

Presidente da Associação Japonesa de Santos, o ex-vereador Sadao Nakai, falou sobre as comemorações aos 113 anos da chegada dos primeiros imigrantes ao cais santista.

Por: Da Redação

Kasato Maru partiu de Kobe, no Japão. Viagem durou 52 dias até chegada ao porto santista. Foto: Divulgação

Em tempos de pandemia, a Associação Japonesa de Santos usou uma forma criativa para divulgar um pouco da história dos 113 anos da imigração japonesa no Brasil, comemorados hoje (18), quando chegaram os primeiros 781 imigrantes no Brasil, após viajarem por 52 dias do Japão até o Porto de Santos dentro do navio Kasato Maru.

Os vídeos estarão disponíveis no canal do You Tube da entidade.

Além da saudação do atual presidente, os demais vídeos trazem um pouco da história da imigração japonesa. Um deles foi produzido pela Prefeitura de Santos.

No último, o ex-prefeito de Santos, João Paulo Tavares Papa, foi o convidado para falar sobre as comemorações do centenário da data e os bastidores de como foram feitas as comemorações à data em 2008.

Na ocasião, o evento internacional trouxe o príncipe herdeiro do Japão, Naruhito.

Ele, atual imperador do país, esteve em Santos nas comemorações do centenário da imigração japonesa no Brasil, com entrega da obra da artista Tomie Ohtake.

A escultura em aço, pintada com tinta automotiva, com 15 metros de altura, pesa 60 toneladas.

A obra foi realizada pela Prefeitura de Santos com patrocínio da Cosipa/Usiminas, Gafisa e Yune Incorporadora, com a colaboração de Jorge Utsunomiya e Vera Fujisaki.

Papa também relembrou a ‘epopeia’ que foi para resgatar e devolver a sede da Associação Japonesa de Santos, que se arrastava há décadas, após projeto iniciado pelo então deputado federal Koyu Iha.

Vídeos

“São quatro vídeos que contam momentos importantes da imigração japonesa do Brasil”, enfatizou o presidente da Associação Japonesa de Santos e do Clube Estrela de Ouro FC, Sadao Nakai, ex-vereador e presidente do Legislativo santista.

Na entrevista concedida ao Jornal Enfoque – Manhã de Notícias, Sadao recordou histórias sobre os primeiros imigrantes que estarão marcadas nos vídeos disponíveis no canal da associação no You Tube

Além disso, Nakai enfatizou que a associação vai resgatar as histórias dos japoneses que foram banidos no litoral em 1943 por determinação do governo Vargas.

Na ocasião, famílias tiveram que deixar as cidades litorâneas, como Santos, em 24 horas, sob a alegação do governo federal que existiriam espiões no litoral.

E que supostamente estariam passando informações às embarcações do Japão, Alemanha ou Itália, países que formavam a tríplice aliança, durante a Segunda Guerra Mundial.

Tal fato, porém, nunca foi confirmado.

Política

Fora do PSDB, partido a qual foi eleito e reeleito – no ano passado, ele não concorreu à reeleição – o presidente da Associação explicou que não tem pretensões eleitorais em 2022.

“Quero aproveitar  para preparar a retomada das entidades no pós-pandemia”, disse Nakai, referindo-se tanto ao Estrela de Ouro como à Associação Japonesa as quais preside.

Apesar de não vislumbrar a retomada eleitoral, ele enfatiza que permanece fazendo política “como cidadão”.

E enfatiza que estará atento às mudanças previstas no Plano Diretor e até no NIDE do terreno do Senai.

“É imperativo que a população participe das audiências públicas. Não basta fazê-las virtualmente. As pessoas precisam saber sobre as mudanças que serão feitas”, explicou.

 

Confira o programa completo – Jornal Enfoque – Manhã de Notícias

Confira os vídeos da Associação Japonesa de Santos

 

Notícias relacionadas

ENFOQUE JORNAL E EDITORA © TODOS OS DIREITOS RESERVADOS

desenvolvido por:
Este site usa cookies para personalizar conteúdo e analisar o tráfego do site. Conheça a nossa Política de Cookies.