Política

PSB santista discute fidelidade partidária de parlamentares da legenda

Presidente do PSB santista, o vereador Benedito Furtado abordou temas como vacinação, fidelidade partidária, causa animal, entre outros assuntos.

01 de março de 2021 - 18:41

Da Redação

Compartilhe

 

Vereador critica participação de parlamentares que não seguem as determinações da legenda na votação de temas, como a Reforma da Previdência e o caso Daniel Silveira. Foto: Carla Nascimento

O diretório santista do PSB se reúne na próxima segunda (8) para discutir a posição de parlamentares da legenda que não estão cumprindo as decisões do partido.

Reforma da Previdência e, agora, a defesa da soltura do deputado Daniel Silveira (PSL-RJ), que está preso em razão de decisão do Supremo Tribunal Federal, após ataques à instituição e aos ministros e defesa do AI-5, ato do período militar mais restritivo, são alguns dos pontos que merecem reflexão por membros da legenda.

Afinal, o partido se posicionou de forma contrária.

No entanto, alguns parlamentares têm se destoado desta indicação.

Na reforma da Previdência, 11 dos 32 deputados da bancada apoiaram o projeto, contrariando a orientação do partido, que havia fechado questão contra o texto.

Agora, foram quatro parlamentares que votaram a favor de Daniel Silveira.

No entanto, foram minoria.

A Câmara dos Deputados decidiu  mantê-lo na cadeia por 364 votos favoráveis, 130 contrários e três abstenções.

Os 4 votos do PSB contrários à prisão foram dos parlamentares  Jefferson Campos (SP), Liziane Bayer (RS), Rodrigo Coelho (SC) e Rosana Valle (SP).

“Um integrante do partido já entrou com representação no diretório nacional cobrando a fidelidade partidária”, destacou o presidente santista da legenda, o vereador Benedito Furtado (PSB).

O encontro servirá para discutir quais serão as próximas etapas a serem tomadas pelo legenda em âmbito local.

 

 

Governo do Estado

Durante o programa Jornal Enfoque – Manhã de Notícias, Furtado também avaliou sobre a movimentação eleitoral de olho em 2022.

E analisou a possibilidade do ex-governador Márcio França ser candidato novamente ao governo do Estado, como já adiantou seu filho, o deputado Caio França em entrevista ao mesmo programa na semana passada.

Ele considera que França tem plenas condições de disputar o Palácio dos Bandeirantes em eventual dobradinha com o PDT, partido que também o apoiou à prefeitura paulistana no ano passado.

Mas adianta que o cenário eleitoral ainda está  distante do horizonte.

E leva em consideração neste xadrez eleitoral qual será a posição do ex-governador Geraldo Alckmin, hoje no PSDB, mas que já foi sondado pelo PSB para mudar de legenda, conforme adiantou o deputado França.

 

Outros temas

O vereador também falou de projetos ligados à causa animal e também à proposta de circulação de animais na praia, entre outros temas correlatos.

Segundo ele, ao que tudo indica, a proposta, de autoria do vereador Adilson Jr (Progressistas), deve voltar à discussão com outra concepção.

Ou seja, como a limitação de espaço para circulação de animais – hoje seria em toda a orla -ao lado do emissário submarino em frente à ilha de Urubuqueçaba.

Confira a entrevista completa em …

 

LEIA TAMBÉM: