Com 50% do mandato concluído, prefeito Rogério Santos aponta ações para 2023 | Boqnews
Prefeito Rogério Santos estará na Boqnews TV. Foto: Carla Nascimento

Política

20 DE DEZEMBRO DE 2022

Com 50% do mandato concluído, prefeito Rogério Santos aponta ações para 2023

O prefeito destacou os investimentos no setor educacional, habitacional e abordou tópicos sobre população de rua, entre outros temas.

Por: Da Redação

array(1) {
  ["tipo"]=>
  int(27)
}

Com quase 50% do seu mandato concluído, o prefeito Rogério Santos (PSDB) começa a colher os frutos das ações realizadas nos dois primeiros anos de governo.

E, assim, planeja a entrega de várias obras e iniciativas a partir da segunda parte do seu mandato.

Dessa forma, em 2023, a Educação terá um olhar ainda mais especial, com recuperações, obras, reformas e melhorias nas escolas municipais, ampliando o volume de unidades em tempo integral.

Afinal, a meta do ensino integral é chegar a 75% do total de alunos da rede de ensino até o final de 2024.

Hoje, este índice é um pouco superior a 50%.

Para tanto, a Prefeitura adquiriu os terrenos e prédios da escola municipal Edmea Ladevig (na Rua Bahia, 49, no Gonzaga) e do antigo colégio Marza, no Gonzaga.

Atualmente, a UME Edméa Ladevig  atende os 439 alunos em uma área locada pela mantenedora religiosa do Marza.

Será a segunda unidade de Ensino Fundamental II (6º ao 9º ano) com ensino integral na Cidade.

Dessa forma, a ideia é transformar o local em um polo educacional de excelência, oferecendo novas habilidades, tecnologias, esportes e conceitos de cidadania.

 

Prefeitura de Santos adquiriu o complexo onde outrora funcionava o Colégio Marza e também a área da escola Edmea Ladevig, que era locada. Foto: Divulgação/PMS

 

Unidade da Strong também foi adquirida pela Prefeitura para atender crianças de bairros como Vila Nova, Paquetá, Centro e Vila Mathias. Foto: Divulgação/PMS

Strong Business School

Outra novidade é a aquisição do imóvel da Strong Business School, na Vila Nova.

A partir de fevereiro, o espaço receberá os alunos do Centro de Atividades Integradas (Cais) Milton Teixeira.

Hoje, eles ficam na Avenida Ana Costa (Campo Grande).

Além disso,  no segundo semestre, os alunos da UME José Bonifácio, hoje situada no número 219 da Av. Conselheiro Nébias, também na Vila Nova, também mudarão para o novo local.

Não bastasse, uma nova unidade educacional será entregue na Avenida Nossa Senhora de Fátima, onde outrora abrigou uma rede atacadista e uma loja de material de construção.

Inicialmente, o espaço está alugado, mas deverá ser adquirido em 2023.

O espaço servirá como “escola-pulmão” justamente para receber os alunos da UME Oswaldo Justo e depois da Hilda Rabaça, que passarão por amplas intervenções.

Além disso, em janeiro iniciam as obras na futura escola do Jardim São Manoel, também na Zona Noroeste.

Com 8.500 m2, será o maior complexo educacional da Cidade em termos de área construída, com escola de educação infantil e fundamental.

Assim, a previsão da obra é de 18 meses.

“Todo ano tem que ser o ano da Educação, mas trabalhamos para planejamento e obras para melhorias no próximo ano”, destacou Rogério Santos.

Ele participou do Jornal Enfoque  de hoje (20), onde fez uma análise do cenário atual e para as perspectivas para 2023.

VLT

Na entrevista, o prefeito também criticou a demora nas obras da segunda fase do VLT – Veículo Leve sobre Trilhos, que tem trazido transtornos à população.

“Também estou indignado. Reclamei diretamente ao ex-governador (João) Doria e o atual, Rodrigo Garcia”, enfatizou durante participação no Jornal Enfoque – Manhã de Notícias desta terça (20).

“A prefeitura já fez vários relatórios sobre os problemas”, diz.

No programa, ele enfatizou também que as ações para 2023 não se limitam à área educacional, mas outros segmentos como Habitação, zeladoria, esportes, cultura.

Além disso, ele adiantou que haverá reforma administrativa a ser divulgada em janeiro.

Aliás, com a criação de novos serviços, como um Departamento de Saúde Mental, voltado às doenças psiquiátricas, álcool e drogas.

Além da ampliação do número de operadores sociais para atendimento à população em situação de rua.

Programa completo

Confira o programa completo

 

 

Notícias relacionadas

ENFOQUE JORNAL E EDITORA © TODOS OS DIREITOS RESERVADOS

desenvolvido por:
Este site usa cookies para personalizar conteúdo e analisar o tráfego do site. Conheça a nossa Política de Cookies.