São Paulo

São Paulo bate recorde na apreensão de drogas no primeiro bimestre de 2021

Forças de segurança do Estado tiraram das ruas mais de 40 toneladas de entorpecentes em janeiro e fevereiro

06 de abril de 2021 - 17:58

Da Redação

Compartilhe

O trabalho da polícia de São Paulo permitiu a apreensão de 40,2 toneladas de entorpecentes em janeiro e fevereiro deste ano. A quantidade é sete vezes maior que a recolhida nos dois primeiros meses de 2001 (600,7 quilos) – primeiro ano da série histórica.

No período, a droga mais apreendida foi a maconha com 33,7 toneladas; seguida pela cocaína 4,6; crack, 500 quilos e 1,4 t de outras substâncias ilegais. Os números demonstram a efetividade das ações policiais no combate ao tráfico em todo o Estado.

Além de ser o maior total de drogas apreendidos em 20 anos, a quantidade ainda representa um aumento de mais de 120% na quantidade de entorpecentes apreendidos no primeiro bimestre de 2020, quando foram recolhidas 18,1 toneladas, sendo cerca de 13,6 de maconha, 3,7 de cocaína, 0,1 de crack e 0,7 de outros.

Ainda ao longo dos dois primeiros meses de 2021, as atividades das polícias paulistas permitiram em 24.808 prisões e na apreensão de 1.865 armas de fogo ilegais. Além disto, foram registrados 6.812 flagrantes por tráfico de drogas.

 

LEIA TAMBÉM: