cidades

Secretaria de Saúde apresenta ações do setor na Agenda 21

Responsável pelo setor de maior número de projetos (40) citados nos encontros referentes à Agenda 21, o secretário municipal de…

18 de agosto de 2009 - 12:34

Da Redação

Compartilhe

Responsável pelo setor de maior número de projetos (40) citados nos encontros referentes à Agenda 21, o secretário municipal de Saúde, Vandejacson Bezerra de Andrade, encerrará a participação nas reuniões da Comissão Permanente, na sexta-feira (21), às 10 horas, na sala de reuniões do gabinete da prefeita Márcia Rosa (PT). Ele fará a apresentação dos dez últimos projetos do setor para a análise e revisão da Comissão Permanente, formada por representantes dos principais setores da sociedade cubatense.


Estas e as demais propostas analisadas e revisadas de todos os setores da Prefeitura de Cubatão serão apresentadas em audiência pública a ser realizada no dia 26 de novembro. O próximo secretário a ser ouvido será José Moraes Lucas, de Esporte e Lazer, quando serão analisados e revisados os 26 projetos de sua área. Segundo o engenheiro Marcos da Silva Cipriano, da Cetesb, é fundamental a integração do Governo Executivo com os demais setores da sociedade. “Desta forma, facilita a execução dos projetos integrantes do livro (Agenda 21), até por que a execução da maioria dos projetos cabe à Prefeitura”, destacou.


Para o representante do Senai, o diretor Antonio Carlos Lago Michel, a Agenda 21 é importante para todo o País. “É um norte a ser seguido para a melhoria da qualidade de vida das pessoas”, afirmou o diretor, que parabenizou a Prefeitura de Cubatão pela iniciativa. “A prefeita Márcia Rosa está de parabéns por ter assumido o comando da Agenda na Cidade, o resultado será uma melhor qualidade de vida para toda a população cubatense”, concluiu. A Comissão foi criada pela prefeita Marcia Rosa em maio, envolvendo todos os setores da sociedade cubatense e com o objetivo de revisar os projetos contidos na Agenda 21.


Agenda 21


Em Cubatão, a Agenda 21 foi instalada em 19 de maio de 2005, numa parceria entre a sociedade civil e o poder público, para contribuir com o desenvolvimento sustentável do Município. O trabalho envolveu técnicos da Prefeitura, profissionais das indústrias e representantes de diferentes entidades, que trabalharam voluntariamente, junto com a comunidade, e realizaram um diagnóstico completo do município, com seus pontos fortes e fracos, oportunidades e ameaças. O resultado de todo o trabalho está reunido no livro Cubatão 2020, A Cidade que Queremos – Agenda 21 – que tem versão integral na Internet no endereço http://www.novomilenio.inf.br/cubatao/agenda21.htm – contendo 282 projetos em diferentes áreas, que vão desde educação até segurança pública.

LEIA TAMBÉM: