Santos

A partir do dia 17, alunos da rede municipal irão duas vezes por semana às aulas

Aulas municipais foram retomadas inicialmente com 20% da capacidade. A partir do dia 17, passará a ser 35%.

03 de maio de 2021 - 15:52

Da Redação

Compartilhe

Com as aulas retomadas hoje (3), ainda em 20% da capacidade por 4 horas, o que representa um comparecimento de cada aluno um dia por semana, a partir do dia 17 de maio, o atendimento aumentará para 35%, caso não ocorram alterações no Plano São Paulo.

Assim, nesta semana, os alunos do Jardim ao 9º ano poderão comparecer às aulas uma vez ao longo dos cinco dias úteis.

Situação idêntica ocorrerá na próxima semana, quando serão abertas as atividades para berçários e maternais.

E a partir do dia 17, a capacidade aumentará para 35% – com presença de cada aluno duas vezes por semana nas escolas.

“As escolas são o espaço mais seguro para o aluno”, destaca a secretária adjunta de Educação, Maria Helena Marques.

Ela explica que as escolas estão preparadas para a retomada das atividades, paralisadas desde o final de março em razão do lockdown.

Maria Helena Marques ressaltou que os familiares que não levarem seus filhos à escola terão que assinar um termo de responsabilização para permanecer na atividade remota.

“Precisa informar o porquê da escolha desta opção e justificar os motivos, como um atestado médico”, salientou.

 

Escolas volta às atividades com 20% da capacidade

 

Seduc

A secretaria adjunta ressalta que a Seduc fará um acompanhamento diário tanto de alunos como dos profissionais da Educação em cada escola em caso de comunicação de suspeita da doença.

E se alguém ficar doente pela Covid-19, será devidamente afastado, inclusive entre familiares que tiveram contato com o paciente.

Ela garante que os professores com comorbidades permanecerão atuando de forma online, assim como os profissionais com idade superior a 60 anos.

“Quase 46,6% dos profissionais da Educação já foram vacinados”, enfatizou.

A vacinação para profissionais da Educação acima de 47 anos foi iniciada no dia 10 de abril.

Portanto, a segunda dose só será aplicada nos próximos dias.

Antes, portanto do início das aulas.

Confira um trecho da entrevista.

Por sua vez, o Sindicato dos Servidores – Sindserv denuncia que a volta das atividades coloca em risco tanto os corpos discente como docente em uma cidade como Santos, que tem o terceiro maior índice de taxa de mortalidade pela Covid, atrás apenas de Manaus e Rio de Janeiro, conforme dados da Abramet – Associação Brasileira de Medicina de Tráfego.

LEIA TAMBÉM: