Agora é Com Você!
Rubens Amaral

Médico e apresentador do programa Agora é Com Você - Santa Cecília TV

Emagrecer é um prazer!

30 de agosto de 2013 - 11:31

Compartilhe

Sabedores que o excesso de gordura pode causar inúmeras doenças como,
diabetes, hipertensão, doenças cardiocirculatórias, angina, infarto, câncer,
depressão, disfunção eréctil, diminuição da qualidade e da expectativa de vida
e até matar. Sabedores que a maioria das pessoas tem acesso a essas
informações, por que a grande dificuldade de emagrecer? Por que as pessoas não
emagrecem? Por que não querem ser saudáveis?
Acho que na realidade o que ocorre é que emagrecer é sinônimo de sofrimento, de
tortura, de desprazer. Enquanto não conseguirmos colocar prazer na trajetória
do processo de emagrecimento não teremos sucesso. Meu pai já me dizia – “O
homem é movido por prazer”

Dizer que para emagrecer dependemos, única e exclusivamente, do balanço
matemático negativo entre o que se ingere e o que se gasta de calorias, a meu
ver, é muito pobre. Com certeza, isto é muito importante, mas só isso não tem
mostrado ser suficiente, haja vista, que nossa população continua engordando, o
Brasil está mais pesado, assim como os consultórios mais lotados de pessoas que
buscam a tal dieta milagrosa.

Quantas pessoas você conhece que já fizeram algum tipo de regime para
emagrecer, sem sucesso? E, pior, estão hoje mais gordas ainda. Milhares de
pessoas não conseguem emagrecer. Por que isso ocorre? Por que os tratamentos
não são adequados?

A meu ver a solução está em tornar o processo do emagrecimento um prazer e
isso é muito mais complexo do que se imagina, pois envolve ações nas esferas,
psicológica, filosófica e até antropológica, além da ciência médica, é claro. 

Para fazer uma pessoa emagrecer temos que lhe oferecer a possibilidade de
sentir prazer durante a caminhada, durante a vida. Para tornar o processo de
emagrecer um verdadeiro prazer o profissional da saúde e seu cliente necessitam
muito mais do que balanços energéticos negativos ou dietas hipocalóricas,
precisam encontrar estímulos positivos que produzam prazer durante o
tratamento. Isto é individual. Dar-se um tempo para descobrir outras
alternativas de prazer. Prazer nas pequenas coisas e vitórias do dia a dia. No
prazer do elogio de amigos. No prazer de se olhar no espelho e se gostar mais.
No prazer de apertar mais o cinto. No prazer de comprar uma roupa menor. No
prazer de alimentos muito conhecidos, mas que você não consegue nem mais sentir
o real gosto, muito menos saboreá-lo. No prazer de se locomover com mais
facilidade e agilidade. No prazer da melhora da sua sexualidade. No prazer de
voltar a praticar o esporte preferido. No prazer de trabalhar mais e se cansar
menos.

Se a trajetória do processo de emagrecer se constituir, diferentemente dos
tradicionais tratamentos existentes, num programa de reconquista de prazeres já
esquecidos ou nunca experimentados, não tenho a menor dúvida em afirmar que os
resultados são brilhantes e as pessoas conhecerão seus potenciais de prazer e
poderão se contemplar novos indivíduos. Porque quem contempla tem fé e quem tem
fé sabe que já conseguiu aquilo que almeja.