Alemanha goleia Portugal em Salvador | Boqnews
Foto: Getty Images/FIFA

Copa 2014

16 DE JUNHO DE 2014

Alemanha goleia Portugal em Salvador

Portugal não pode mais perder uma partida para continuar no mundial

Por: Fabio Victor/João Pedro Pitombo
Folhapress

array(1) {
  ["tipo"]=>
  int(27)
}

Da tribuna de honra da Fonte Nova, a chanceler Angela Merkel bateu palminhas quatro vezes na tarde desta segunda (16). Ao lado do governador Jaques Wagner (PT), a líder alemã viu a seleção de seu país golear Portugal por 4 a 0, pela abertura do Grupo G, em Salvador.O atacante Thomas Müller, do Bayern de Munique, fez três gols e se tornou o artilheiro do Mundial.

A maior estrela da partida esteve apagada: o atacante português Cristiano Ronaldo, eleito melhor do mundo pela Fifa na última temporada, pouco fez na partida: chutou quase sempre sem perigo, cobrou duas faltas de forma risível e não lembrou nem de longe o craque das arrancadas fulminantes do Real Madrid.

No segundo tempo, passou a ser vaiado quando tocava na bola. Aos 40 min da etapa final, quando a Alemanha já definira o placar, protagonizou um lance constrangedor: numa falta da intermediária, os adversários colocaram um único homem na barreira. Mas o “menino d’ouro” português chutou justamente em cima do rival solitário.

Nos acréscimos, o atacante teve seu único lampejo, cobrando, aí sim, uma falta com estilo, mas o goleiro alemão Neuer defendeu. Foi a maior derrota de Portugal em Copas do Mundo.

Ritmo Forte
Apesar do sol forte em Salvador, com os termômetros marcando 28º C, a partida começou num ritmo forte. A Alemanha teve maior volume de jogo nos minutos iniciais, mas foram de Portugal as duas primeiras chances. Num contra-ataque aos 5 min, Cristiano Ronaldo acionou Hugo Almeida, mas o atacante chutou fraco, para a defesa fácil de Neuer.

Três minutos depois, Lahm perdeu uma bola na intermediária, Cristiano Ronaldo partiu em velocidade e chutou, forçando Neuer -de volta após uma contusão no ombro- a defender.

Logo em seguida, o goleiro português Rui Veloso tentou repor a bola com os pés e chutou nos pés de Khedira, que, de longe e diante do gol escancarado, chutou para fora.

Aos 12min, o lateral Miguel Pereira fez pênalti em Mario Götze. Müller bateu rasteiro, no canto direito de Rui Patrício, abrindo o placar.

Portugal só respondeu aos 25min, quando Nani chutou cruzado da entrada da área e a bola raspou o travessão alemão. O técnico Paulo Bento teve de fazer sua primeira substituição já aos 28min, quando Hugo Almeida sentiu após uma entrada de Hummels e deu lugar a Éder.

A Alemanha não mostrava o futebol vistoso das últimas Copas, mas, com mais organização tática e lampejos de seus craques, passou a dominar o jogo.

Num contra-ataque pela direita, Özil cruzou para Götze, que chutou e forçou Patrício a mandar a escanteio. Aos 32min, Kroos cobrou da direita, na medida para Hummels subir e, entre dois portugueses, cabecear para marcar 2 a 0.

Aos 36min, uma boa jogada do ataque português foi desperdiçada numa conclusão fraca de Cristiano Ronaldo, que foi a escanteio. João Moutinho cobrou, e Éder cabeceou para fora.

Tudo piorou para Portugal aos 37min: numa disputa de bola com Müller, o zagueiro Pepe, brasileiro naturalizado português, conhecido por seu pavio curto, esticou o braço e atingiu o corpo do alemão, que caiu e fez um teatro como se fora atingido no rosto. Pepe partiu para cima do alemão e, aos berros, deu uma leve cabeçada no adversário sentado no chão. Foi expulso.

Os alemães cadenciaram o ritmo, e os portugueses passaram a depender ainda mais dos contra-ataques. Uma nova falha da zaga portuguesa permitiu o terceiro gol alemão: aos 46 min, Kroos lançou na área, e Bruno Alves espirrou nos pés de Müller, que não teve problemas para chutar e marcar o seu segundo no jogo.

Segundo tempo
Para resguardar sua defesa e evitar uma goleada ainda maior, Portugal pôs, para o segundo tempo, o zagueiro Ricardo Costa no lugar do volante Miguel Veloso.

Já aos 6 min, a Alemanha perdeu ótima chance de ampliar, quando Özil recebeu livre na pequena área, mas chutou em cima do goleiro. No rebote, Müller cabeceou para fora.

Portugal teve outra baixa quando o lateral Coentrão sentiu uma contusão e saiu para a entrada de André Almeida.
A Alemanha perdeu outra chance incrível aos 24 min, quando Götze recebeu de Schürrle e, sem marcação, chutou fraco, em cima da zaga.

O zagueiro alemão Hummels saiu machucado aos 28 min, dando lugar a Mustafi. Aos 33 min, Schürrle cruzou da direita, o goleiro Rui Patrício falhou, soltando a bola nos pés de Müller. O atacante do Bayern só deu um toquinho para marcar seu terceiro e definir o placar.

Alemanha
Neuer; Boateng, Mertesacker, Hummels (Mustafi) e Höwedes; Khedira, Lahm, Kroos e Ozil (Schürrle); Götze e Thomas Müller (Podolski). T.: Joachim Löw

Portugal
Rui Patrício; João Pereira, Bruno Alves, Pepe e Fábio Coentrão (André Almeida); Miguel Veloso (Ricardo Costa), Raul Meireles e João Moutinho; Cristiano Ronaldo, Hugo Almeida (Éder) e Nani. T.: Paulo Bento

Notícias relacionadas

ENFOQUE JORNAL E EDITORA © TODOS OS DIREITOS RESERVADOS

desenvolvido por:
Este site usa cookies para personalizar conteúdo e analisar o tráfego do site. Conheça a nossa Política de Cookies.