Esportes

Baixada Santista é excluída como sede da Copinha

Das 31 sedes que abrigam o torneio, nenhuma fica na região do litoral

07 de janeiro de 2020 - 16:17

João Pedro Bezerra

Da Redação

Compartilhe

A Copa São Paulo de Futebol Júnior é a competição mais tradicional do Brasil nas categorias de base. Como o próprio nome já diz, o torneio é disputado em todo o estado, com a final no aniversário da cidade de São Paulo no dia 25 de janeiro.

Porém, a Baixada Santista não tem aparecido no mapa da competição nos últimos anos. Desde 2006, a região só foi sede da Copinha no ano de 2014, quando o Santos FC disputou os jogos da primeira fase até as oitavas de final na Vila Belmiro.

A ausência de jogos em estádios da Baixada frustam os torcedores dos times locais, que gostariam de poder assistir as equipes iniciantes de seus respectivos clubes.

Com os municípios repletos de turistas, as partidas poderiam significar um aumento ainda maior no número de público nos estádios.

Clubes da Região

A impossibilidade de participação na Copinha e a falta de disponibilidade de campos para a realização dos jogos, são algumas das razões apontadas por dirigentes locais para a não marcação da competição em cidades da Baixada.

Para o presidente do Jabaquara; Adelino Rodrigues. a Federação Paulista não convida o clube por conta da divisão, no qual ele se encontra.

Adelino ainda ressaltou “ o Jabaquara adoraria disputar a competição, porém o clube teria que arcar com todas as despesas da competição e isso é inviável financeiramente nas condições atuais. A prioridade da equipe é subir de divisão para série A3”.

No caso, da Portuguesa Santista. O clube não tem uma equipe na categoria sub-20 e disputar a competição ou ceder o estádio Ulrico Mursa para a Federação Paulista está fora dos planos, por conta do tempo curto de gestão da diretoria, segundo o presidente Antônio Carlos de Abreu.

O Guarujá teve a última participação em um torneio estadual no ano de 2018. O Tubarão da Ilha foi excluído da última divisão paulista, por conta do estádio não apresentar segurança.

Já o São Vicente Atlético Clube não disputa uma competição da Federação Paulista desde 2014.

O único clube da região que disputa o torneio é o Santos FC, tricampeão da competição (1984, 2013 e 2014).

Além de ser tricampeão da Copinha. O Alvinegro Praiano se destaca por revelar grandes jogadores para o mundo, como: Robinho, Neymar, Gabigol e Rodrygo.

Por conta da preservação do gramado da Vila Belmiro para o ano com muitos jogos. O Santos faz opção por não utilizar o estádio no torneio e em outras competições de categorias de base.

Critérios Técnicos

A Federação Paulista, por meio de nota, esclareceu que  as sedes são escolhidas de acordo com candidaturas apresentadas e critérios técnicos.

Apesar da justificativa da federação, sabe-se que em determinados locais a estrutura não condiz com as exigências definidas pela entidade.

O fim dos anos 90 e começo nos anos 2000 marcaram a época em que a região sediou o torneio.

A cidade de Santos foi palco da competição em 1997, 1999, 2001 e 2014.

Já Guarujá, sediou jogos do torneio entre 2000 a 2002. As partidas aconteceram no estádio Antônio Fernandes que hoje está interditado pela Federação Paulista. Mesmo, o local sendo totalmente reformado para receber os treinos da seleção da Bósnia-Herzegovina na Copa do Mundo de 2014.

Entre as partidas que chamaram a atenção da população durante os anos de copinha estão; Guarujá 1 x 3 Flamengo-RJ (2000), Fluminense-RJ 2 x 1 Santos (2001), Guarujá 3 x 2 Botafogo-RJ (2002) e Portuguesa-SP 8 x 0 Mixto-MT (2002).

Outra cidade da região a ter jogos da Copinha, foi São Vicente em 2003, 2004, 2005. Dentre os jogos mais marcantes que aconteceram no estádio Mansueto Pierotti, estão; São Vicente 2 x 2 Fluminense-RJ (2003), Botafogo-RJ 1 X 0 São Vicente (2004) e Bahia 5 x 5 São Vicente (2005)

Tanto Guarujá, como o São Vicente não avançaram para a segunda fase em nenhuma ocasião.

LEIA TAMBÉM: