Condenação

Justiça italiana condena Robinho em segunda instância

Defesa do atleta irá recorrer da decisão

10 de dezembro de 2020 - 13:39

Da Redação

Compartilhe

O jogador Robinho foi condenado à nove anos de prisão pela Justiça italiana em segunda instância, por estupro coletivo.

O julgamento aconteceu nesta quinta-feira (10).

O caso ocorreu em 2013 em uma boate na Itália, Robinho e um grupo de amigos teria abusado sexualmente uma garota de origem albanesa.

A repercussão da acusação ganhou destaque quando o atleta foi condenado em primeira instância no ano de 2017.

Porém o estopim aconteceu neste ano, quando a diretoria do Santos FC resolveu contratar o atacante.

A contratação gerou insatisfação de muitos torcedores e cobrança dos patrocinadores.

A divulgação da conversa de Robinho com amigos por mensagens de telefone que estão no processo foram divulgadas pelo GE e a situação do jogador ficou insustentável, com seu contrato suspenso pelo clube.

Vale destacar que só após o processo encerrar na terceira instância, Robinho poderá ser considerado culpado.

A defesa do atleta irá recorrer da decisão da justiça italiana.