Foto: Divulgação

Futebol

17 DE SETEMBRO DE 2014

Presidente da CBF critica arbitragem do Campeonato Brasileiro

Esta não é a primeira vez que o presidente da CBF critica a arbitragem brasileira. Em agosto de 2012, ele demitiu o então presidente da Comissão Nacional de Arbitragem, Sérgio Correa

Por: Folhapress

array(1) {
  ["tipo"]=>
  int(27)
}

O presidente da CBF, José Maria Marin, criticou nesta quarta-feira (17) a arbitragem do Campeonato Brasileiro e se disse insatisfeito com o desempenho dos árbitros do país.
“Eu procuro assistir o máximo de jogos na TV (…) e não estou satisfeito com a arbitragem, tenho falado com os diretores”, disse o dirigente durante a coletiva da imprensa de convocação dos jogadores da seleção para amistosos em outubro.

“Tudo o que foi possível por parte da CBF, nós fizemos. Mas não estou satisfeito e vamos procurar melhorar, custe o que custar.” disse.

Após a crítica, Marin anunciou uma seção de vídeos educativos “Regras do Futebol”, que estreou no site da CBF nesta quarta-feira (17). Nos vídeos, Ana Paula Oliveira, secretária da Escola Nacional de Arbitragem de Futebol, explica regras básicas do esporte -o primeiro é intitulado “mão na bola”.

Troca de comando
Esta não é a primeira vez que o presidente da CBF critica a arbitragem brasileira. Em agosto de 2012, ele demitiu o então presidente da Comissão Nacional de Arbitragem, Sérgio Correa e disse que melhorar a arbitragem do país era “compromisso de honra” de sua gestão.

Na época, nomeou o ex-auxiliar Aristeu Leonardo Tavares para o cargo máximo da entidade que comanda a arbitragem brasileira. Ele ficou na função até fevereiro de 2013, quando também foi dispensado.

Depois dele, assumiu Antônio Pereira da Silva, que, em maio deste ano, foi transferido para o comando da Escola Nacional de Arbitragem. Sérgio Correa, então, voltou a assumir a presidência da Comissão e se mantém no cargo até hoje.

Notícias relacionadas

ENFOQUE JORNAL E EDITORA © TODOS OS DIREITOS RESERVADOS

desenvolvido por:
Este site usa cookies para personalizar conteúdo e analisar o tráfego do site. Conheça a nossa Política de Cookies.