Avanço da tecnologia já impõe mudanças na didática do professor | Boqnews
Foto: Banco de Imagens Canva

Educação

17 DE FEVEREIRO DE 2023

Avanço da tecnologia já impõe mudanças na didática do professor

Interatividade da nova geração com a tecnologia é forte, mas é necessário estar atento aos prejuízos

Por: Vinícius Dantas
Da Redação

array(1) {
  ["tipo"]=>
  int(27)
}

Com o mundo focado na área de tecnologia, ela vem para solucionar questões. Assim como também serve de alerta, evidentemente tudo tem os prós e contras. Um avanço claro é na área da educação, antigamente consultas eram apenas em livros, jornais, bibliotecas ou até mesmo contatos que pudessem esclarecer.

Atualmente, há celulares, computadores, internet, vídeos, textos, tudo disponibilizado de uma maneira simples e prática.

Além disso, a área da saúde é um dos principais exemplos, com diversos equipamentos avançados.

Cada vez mais a tecnologia vem revolucionando, com isso, as pessoas tem que se acostumar para não ficarem desatualizadas.

 

Inteligência artificial

O tema importante a ser abordado é a educação dos seres humanos, porque com tantas opções, é preciso estar atento com a veracidade dos fatos.

A inteligência artificial (IA) trata-se de máquinas ou sistemas que simulam a inteligência humana, dessa forma, executando tarefas e ainda aprimorando com base nas informações coletadas.

Como o site do robô ChatGPT que ganhou fama por coletar, resumir e traduzir informações.

Todavia, a questão que fica é sobre  o “macete” de alunos o usarem para fazer a lição de casa.

Porém, todos necessitam verificar se as informações são falsas, um grande problema, hoje na internet, as famosas “fake news”.

Segundo Ari Brito, publicitário e neurocientista, ele explica sobre a interação da nova geração com a tecnologia.

“As próprias tecnologias desenvolvidas, tanto hardware como aplicativos estão cada vez mais interativos”, diz.

“Tenho uma filha de 5 anos que ainda não está alfabetizada, mas consegue via Alexa (aparelho de som) e outros apps pedir vídeos e jogos sem me chamar. Claro que isso tem os dois lados. A velocidade de raciocínio está maior, mas em compensação a atenção está em queda”, conclui.

Portanto, a atenção está sendo reduzida, visto que é um dos pontos principais para a aprendizagem das crianças, assim como fator fundamental para a saúde mental.

Ele cita alguns pontos negativos do uso. “Hoje falamos em transtornos de ansiedade, SPA (Síndrome do Pensamento Acelerado). Tudo isso se deve muito ao excesso de estímulo. Cada vez mais crianças com dificuldade de dormir, porque ficam horas na frente das telas, e claro, com prejuízos na visão e no cérebro.”

 

Professor

As mudanças no processo de comunicação que facilitaram o estudo e ensino, devem ser tratadas com uma nova didática com os alunos devido à multimídia, imagens, vídeos, áudios.

O publicitário comenta sobre o papel do professor diante desse momento “O que muda nos processos de educação é que o professor deixa de ser o principal ponto de informação, já que os alunos têm este acesso antes mesmo do professor e a necessidade de compreensão deste conteúdo transforma o professor em facilitador”.

Além disso, ele relata sobre os sentidos cinestésicos, quando uma pessoa por exemplo, não possui satisfação apenas vendo ou ouvindo, necessitando tocar, experimentar, sentir e cheirar para uma melhor compreensão do que está diante dela.

“Muitos alunos aprendem fazendo, e a IA vai proporcionar isso também. Cada vez mais interativas, aquelas aulas de professor explicando conteúdos na frente de uma classe vão ser substituídas por jogos e realidade virtual que permitem o aluno ir em qualquer parte do universo ou estudar o corpo humano através de uma viagem com um óculos de VAR (Realidade aumentada).”

 

PNL

A Programação Neurolinguística (PNL) é uma maneira de entender a organização dos pensamentos das pessoas para realizar determinadas atividades ou comportamentos. Sendo assim, tudo com desenvolvimento através de sentimentos, escolhas e emoções.

Funciona como uma metodologia que busca melhorar a comunicação pessoal e com os outros.

Ari Brito explica a importância da PNL para a educação:

“A Programação Neurolinguística assume um papel importante, porque nunca falamos tanto nos canais de comunicação (visual, auditivo e cinestésico) como agora. O que é fundamental para quem quer ser entendido. Então, um robô que identificar o canal de seu usuário poderá ser mais assertivo em sua comunicação, da mesma forma que nós conseguimos ser mais precisos quando conhecemos com quem estamos falando”.

Portanto, devido a mudança no perfil dos estudantes, a expectativa é que com as tecnologias inseridas na educação possam trazer segurança, dinâmica e conhecimento para desenvolver um futuro favorável à nova geração.

Notícias relacionadas

ENFOQUE JORNAL E EDITORA © TODOS OS DIREITOS RESERVADOS

desenvolvido por:
Este site usa cookies para personalizar conteúdo e analisar o tráfego do site. Conheça a nossa Política de Cookies.