Cinco filmes nacionais para você assistir quando quiser | Boqnews
Foto: Divulgação

Fãs de cinema

20 DE SETEMBRO DE 2017

Cinco filmes nacionais para você assistir quando quiser

O cinema nacional tem filmes que conseguem agradar a todos os gostos. Seja para quem curte comédias, ficção ou drama. Confira algumas dicas para você se divertir e emocionar.

Por: Victoria Cuono - colaboradora
Da Redação

array(1) {
  ["tipo"]=>
  int(27)
}

Nos últimos anos, a indústria nacional vêm investindo mais em suas produções, para tentar trazer o público às salas de cinema e assim, mostrar que aqui também há filmes que merecem entrar na ‘lista de filmes para assistir’ das pessoas.

As produções contêm diversos gêneros, entre eles, a ficção, comédia, ação, drama e até histórias verídicas, que são contadas com muitos detalhes, fazendo com que o espectador fique preso aos filmes.

Nessa matéria, elegemos cinco filmes nacionais considerados pela crítica e cinéfilos, bons trabalhos, tanto pela história bem contada quanto pelas ótimas atuações dos atores.

E alguns foram grandes sucessos de bilheteria.

 

Confira a lista

 

Meu Nome Não é Johnny (2008):

O filme conta a história de João Guilherme Estrella, nascido em uma família rica, sempre teve acesso à uma vida cheia de privilégios.

Frequentou os melhores colégios da cidade do Rio de Janeiro e seu grupo de amigos formado pelas famílias mais influentes da cidade.

No período dos anos 80 e 90, conheceu o mundo das drogas e tornando-se assim, o maior vendedor de drogas do Rio de Janeiro.

A partir de 1995, ano em que foi preso, começou a vivenciar o dia a dia de um presídio. Direção: Mauro Lima.

 

VIPs (2011):

Inspirado na história real de Marcelo Rocha, que praticava diversos golpes ao longo de sua vida.

O seu maior e mais notório golpe foi na cidade de Recife em que se passou pelo filho do dono da empresa aérea Gol.

O filme relata a trajetória de vida e tudo o que fez até o dia em que é desmascarado. Direção: Toniko Melo.

 

Paulo Gustavo presta homenagem às mães (inspirado na sua própria) no filme que estourou na bilheteria e teve continuação. Foto: Divulgação

 

Minha mãe é uma peça (2013):

A personagem principal, baseada na mãe do ator Paulo Gustavo, é uma típica mãe de família, divorciada, que cuida de seus dois filhos: Marcelina e Juliano.

Após, ouvir sem querer um comentário dos mesmos pelo telefone, chateada, resolve arrumar as coisas e ir morar uns tempos na casa de sua tia.

O filme é uma divertida comédia que relata o cotidiano de muitas famílias. Direção: André Pellenz.

 

Entre Nós (2014):

O filme relata a amizade de seis jovens que se reúnem em uma casa de campo.

Durante o tempo em que passam no local, enterram uma caixa cheia de pedidos e promessas que cada um fez.

Porém, esses momentos felizes são interrompidos por um grave acidente.

Dez anos depois, os amigos se reencontram e tudo volta à tona. Direção: Paulo Morelli, Pedro Morelli.

 

Que Horas Ela Volta? (2015):

A personagem Val, vivida por Regina Casé, é uma mulher pernambucana que se muda para a cidade de São Paulo em busca de uma vida melhor.

Deixando sua filha para trás, ela encontra um emprego e consegue, após anos, uma estabilidade financeira.

Um dia recebe a ligação de sua filha, lhe avisando que irá a São Paulo prestar vestibular.

Com sua chegada, as coisas na casa começam a mudar. Direção: Anna Muylaert

 

Aperitivos

 

Trailer de Minha Mãe é uma peça: https://youtu.be/HrST-4WLlbA

 

Trailer de Entre Nós: https://youtu.be/5xGJuFSpwxo

 

Trailer de Que horas ela volta?: https://youtu.be/Dffs46VCJ_g

 

Trailer de VIPS: https://youtu.be/ROOK2BBIwpA

 

Trailer de Meu Nome Não é Johnny: https://youtu.be/hitjyeros2s

 

 

(*) Victoria Cuono é estudante da Jornalismo da Universidade Santa Cecília (Santos) e apaixonada por filmes.

Notícias relacionadas

ENFOQUE JORNAL E EDITORA © TODOS OS DIREITOS RESERVADOS

desenvolvido por:
Este site usa cookies para personalizar conteúdo e analisar o tráfego do site. Conheça a nossa Política de Cookies.