Mundo motor

28 DE MAIO DE 2018

Confira os 3 maiores problemas na vida de um motociclista

Quebra do cabo de embreagem ou do cabo de acelerador, além do pneu furado são os principais problemas que os motociclistas enfrentam.

Por: Publieditorial

array(1) {
  ["tipo"]=>
  int(27)
}

Andar de moto é a paixão de muitos que sonham com a liberdade de se locomover, seja por diversão ou para cumprir as obrigações da rotina.

Também garante uma facilidade de percorrer caminhos de forma mais simples e rápida do que em um carro.

No entanto, os motociclistas que percorrem muitos quilômetros em estradas ou realizam tarefas cotidianas devem estar atentos a possíveis desafios.

Eles podem comprometer as suas viagens diárias e o cumprir de suas obrigações.

E, para ajudá-los a atentar para os acontecimentos mais recorrentes no dia-a-dia dos motociclistas, dividimos este texto em 3 problemas facilmente identificáveis.

 

Cabo de acelerador

Um dos problemas é o cabo de acelerador de moto, por exemplo, previamente endurecer.

Ele deve ser hidratado constantemente para evitar que se rompa.

Caso isso aconteça, a viagem deverá ser adiada.

Uma solução para esse tipo de problema seria, em motos com carburador.

E ainda: elevar a marcha lenta — com a rotação mais alta será possível seguir o percurso, caso não haja trechos íngremes.

Ao elevar a marcha lenta, deve-se saber qual é o parafuso de regulagem dela, normalmente visível nos carburadores.

Vale salientar que esse procedimento deve ser feito apenas em situações críticas.

Por exemplo: deixar um lugar que não seja seguro à margem de uma rodovia.

Deve-se procurar um posto de serviço ou oficina o mais rápido possível.

 

Cabo da embreagem

Como segundo na lista, o cabo da embreagem rompido também é um desafio para qualquer motociclista.

Embora o material desses cabos tenham melhorado, o espaço que liga o cabo do manete ao motor faz um esforço menor.

Também são eles as principais causas do desgaste e possível rompimento do cabo de embreagem.

O motociclista deve estar atento a qualquer indício de que o cabo, ou o próprio sistema de embreagem, apresenta problemas.

Um deles é a percepção de que a alavanca de embreagem está mais rígida.

Não se esqueça da seguinte palavra: lubrificação.

Lubrificar o cabo frequentemente aumenta a sua vida útil.

Ao aplicar o óleo na junção do cabo com a manete de embreagem, tendo a paciência de ver o óleo escorrer até o fim.

Também  com sua capa pode-se fazer uma manutenção simples que evita problemas.

Para fazer isso, quanto mais fino for o óleo, melhor. Há a sugestão de que se use spray, tipo mais indicado.

Caso o manete de embreagem continuar duro após a lubrificação é sinal de que o problema pode não estar no cabo.

O mesmo pode estar esgarçado, próximo do rompimento, o que pode significar a necessidade de substituição.

É uma despesa pequena, mas seria bom evitar, de qualquer forma.

 

Pneu furado

Por fim, assim como nos carros, um pneu furado obviamente impede qualquer tipo de movimento.

Assim como no procedimento com o colega de quatro rodas, é providencial que o motociclista pare de rodar com a sua moto o mais rápido possível.

Dessa forma, isso conserva o pneu, e pode evitar que exista “perda total” do mesmo.

Ainda: uma solução seria o uso dos sprays reparadores de pneus, que podem ser facilmente levados durante as viagens de moto.

No entanto, deve-se estar atento que eles são eficientes no caso de furos, mas na existência de rasgo eles não são capazes de vedar a fuga de ar.

Notícias relacionadas

ENFOQUE JORNAL E EDITORA © TODOS OS DIREITOS RESERVADOS

desenvolvido por:
Este site usa cookies para personalizar conteúdo e analisar o tráfego do site. Conheça a nossa Política de Cookies.