Confira os enredos das escolas de samba de Santos para o Carnaval em 2024 | Boqnews
A Corte Carnavalesca abriu oficialmente a Passarela do Samba Drauzio da Cruz para receber os desfiles das escolas da região. Foto: Marcelo Martins

Carnaval

02 DE FEVEREIRO DE 2024

Confira os enredos das escolas de samba de Santos para o Carnaval em 2024

Passarela Dráuzio da Cruz, na Zona Noroeste, recebe os espetáculos proporcionados pelas escolas de samba de Santos e da Região

Por: Da Redação

array(1) {
  ["tipo"]=>
  int(27)
}

Demorou, mas chegou, o Carnaval de Santos contará com os desfiles na Passarela Dráuzio da Cruz na Zona Noroeste, nesta sexta (2) e sábado (3).

Para entrar no clima, confira abaixo os enredos das 15 agremiações que irão passar pelo sambódromo, grupos de acesso e especial. As transmissões serão na TV Tribuna e Santa Cecília TV.

Padre Paulo

Foi sete vezes campeã do grupo especial e uma vez campeã do grupo de acesso (1991). No Carnaval de 2024, a escola será a primeira a entrar na primeira noite dos desfiles de Santos, em 2 de fevereiro.

Desse modo, abrindo o grupo de acesso, ao som do samba-enredo ‘Maracatu – Resistência e Manifestação’.

A escola vai abrir o Carnaval evidenciando uma das mais importantes manifestações culturais brasileiras, trazendo a história do maracatu desde suas origens em Pernambuco.

Bandeirantes do Saboó

Com o enredo ‘Uma Doce Magia’, a agremiação fará uma viagem lúdica pelo mundo dos doces, comparando o trabalho artesanal de cozinheiros e confeiteiros ao dos grandes alquimistas de outrora, em busca de suas fórmulas e ‘receitas’ perfeitas.

Bandeirantes do Saboó será a segunda escola a desfilar pelo grupo de acesso.

Ela foi uma vez campeã do grupo de acesso, em 2014, e sua melhor colocação do grupo especial foi na 4ª posição, em 2006.

Vila Mathias

A escola será a terceira a desfilar no grupo de acesso nesta sexta (2). O samba-enredo de 2024 é ‘Exaltando o Reduto de Gente Bamba, a Vila Canta a Faculdade do Samba’, em homenagem a uma das mais tradicionais escolas de samba da Capital, a Barroca Zona Sul – que em 2024 completa seu cinquentenário.

O desfile vai lembrar momentos marcantes da agremiação, desde a fundação até a ascensão à elite do carnaval paulistano, passando pelos grandes enredos, trajetórias de seus baluartes e conquistas.

A Vila Mathias foi campeã do grupo de acesso duas vezes, em 2010 e 2012. Já sua melhor colocação do grupo especial foi o vice-campeonato em 2017.

Unidos da Zona Noroeste

Este ano, a escola presta um tributo à classe dos caminhoneiros. A proposta é valorizar a luta diária desses trabalhadores pelas estradas Brasil afora e seu fundamental papel para o desenvolvimento do País.

Os desafios diários, a devoção ao padroeiro São Cristóvão, o anseio de reencontrar a família e dar a ela uma condição melhor estão entre as passagens que serão contadas pela escola.

A Unidos foi 2 vezes campeã do grupo de acesso (1983 e 2023) e campeã do Grupo 1 (2020). Unidos será a primeira do grupo especial a desfilar na sexta.

União Imperial

A escola do Marapé leva para a passarela, o enredo ‘Azeviche, a ascensão da áurea cor’, samba para reafirmar a relevância social e étnico-racial da negritude como símbolo do movimento político e libertário na Cidade.

Pedra preta, milenar e valiosa, o ‘azeviche’ é representado na narrativa por figuras relevantes na luta por igualdade, combate ao preconceito e ativismo negro, como Pai Felipe, Quintino de Lacerda, Luiz Gama, Esmeraldo Tarquínio, Alzira Rufino (todos em memória), e Djamila Ribeiro.

Serão 1.400 componentes divididos em 14 alas. A União Imperial foi 10 vezes campeã do grupo especial e venceu uma vez o grupo de acesso em 1980. A escola será a segunda do grupo especial a desfilar.

X-9

Neste 2024, a maior vencedora de títulos da Cidade promete agitar e emocionar o público na passarela com o enredo ‘Meu Nome É Favela’.

Com um tema de grande apelo popular, a X-9 vai levar para a avenida um pedaço do Brasil que nem todos conseguem enxergar, abordando a resistência dessas comunidades à indiferença e à desigualdade, mas exaltando sua garra e a beleza de um mosaico de cores, culturas, talentos e diversidade em busca de seu espaço no asfalto.

A escola será a penúltima do grupo especial a entrar na avenida na sexta (2). X-9 foi 19 vezes campeã do grupo especial.

Real Mocidade Santista

Foi duas vezes campeã do grupo de acesso, nos anos de 1994 e 2017. Com o enredo ‘Oxente, Real Mocidade, Santista! Elba, a sua história faz história. Ai que saudade d’ocê!’, a Real Mocidade encerra o primeiro dia de desfiles das escolas de samba, homenageando uma das grandes artistas da música brasileira: Elba Ramalho.

O tema será desenvolvido como manda a tradição nordestina, com referências ao cordel, aos ritmos consagrados pela cantora e pelos grandes sucessos que marcam seus mais de 50 anos de carreira.

Imperatriz Alvinegra

O título do Grupo 1 em 2019 veio com o enredo ‘A Benção dos Orixás – Aláfia’, desenvolvido pelo carnavalesco Pedrinho da Rima. No Carnaval 2024 a Imperatriz Alvinegra vai prestar um tributo à coirmã X-9, que completa 80 anos em 2024, com o enredo ‘Uma epopeia gloriosa – X9 a Pioneira’.

O tema foi desenvolvido a partir de um argumento assinado de próprio punho pelo Marechal do Samba J. Muniz Jr., a pedido da escola. As origens, as grandes vitórias, os baluartes e toda a contribuição da homenageada à história e à vanguarda do carnaval de Santos e do País serão lembradas durante o desfile. A Imperatriz Alvinegra será a primeira a entrar na segunda noite de desfiles (sábado, 3), no grupo de acesso.

Império da Vila

No Carnaval 2024, a Império da Vila levará para o sambódromo a história dos nordestinos que migraram para a cidade de Cubatão na década de 1970, com o enredo ‘Os imigrantes no ‘Vale da Vida’, Cubatão uma nova história’.

A narrativa parte da chegada dos primeiros trabalhadores, passa pela formação das famílias e sua relação com o progresso e a revitalização ambiental e encerra celebrando a integração da comunidade às festas e às conquistas que hoje orgulham o povo cubatense.

A Escola será a segunda agremiação do grupo de acesso a entrar na avenida no sábado (3). Melhor colocação: vice-campeã do grupo especial (2010).

Dragões da Castelo

Com o enredo ‘O Maioral do Samba – Daniel Feijoada’, a Dragões do Castelo vai contar a história de um dos sambistas mais celebrados de Santos, o saudoso Daniel Dias do Nascimento, mais conhecido como Daniel Feijoada. Estivador e um bamba nato, foi baliza, passista, batuqueiro, porta-estandarte, compositor e partideiro, começando na extinta Novo Horizonte e depois consagrando-se na ‘Campeoníssima’ Brasil. A escola será a terceira do grupo de acesso a desfilar no dia 3. Sua melhor colocação foi o vice-campeonato do grupo de acesso em 2014.

Independência

Com o enredo ‘Festança no Mangangá – Em uma noite de folia, é o forró que contagia!’, a Independência vai apresentar a riqueza das manifestações culturais nordestinas, inspirada por uma de suas canções mais marcantes: ‘Feira de Mangaio’, de Sivuca e Glorinha Gadelha, eternizada na voz de Clara Nunes.

A proposta é mostrar os costumes que fazem do nordestino um povo alegre, travesso, arretado e merecedor de todas as homenagens.
A escola será a primeira agremiação do grupo especial a entrar na avenida, no dia 3. Melhor colocação: três vezes campeã do grupo de acesso (2010, 2015 e 2018), ainda como Mocidade Dependente do Samba.

Unidos dos Morros

A escola tenta buscar o tricampeonato levando à passarela as lendas e a vocação mística que envolve a cidade de Peruíbe (SP), com o enredo ‘Lá em Peruíbe, Reza A Lenda Que…’. Tradições da cultura indígena, ruínas que se revelam em meio às belas paisagens, seres fantásticos, lama com poderes medicinais, tesouros e até discos voadores são parte da narrativa que a escola pretende explorar no desfile.

A Unidos dos Morros será a segunda agremiação do grupo especial a entrar na avenida, neste sábado (3). Títulos: quatro vezes campeã do grupo especial e duas vezes campeã do grupo de acesso.

Mocidade Amazonense

Em 2024, a Mocidade Amazonense vai recontar na Passarela do Samba Dráuzio da Cruz o casamento entre os cangaceiros Maria Bonita e Lampião. O enredo ‘Um Dia Pra Lá de Arretado!’ narra com detalhes os preparativos, a cerimônia e a ‘festança’ que sucedeu a entrega das alianças, trazendo para a história também personagens marcantes do Nordeste brasileiro como Padre Cícero e Mestre Vitalino.

A escola será a terceira do grupo especial a desfilar na avenida no dia 3. Títulos: duas vezes campeã do grupo especial (1992 e 2009). Campeã do grupo de acesso em 1977.

Sangue Jovem

A quarta escola a desfilar pelo grupo especial já nas primeiras horas deste domingo (4) vai levar à passarela o enredo ‘A Esperança na Fé Que Move Montanhas… A Sangue Jovem Vai Na Fé!’, que vai abordar a fé como um símbolo da verdade, da confiança e da devoção.

Além de explorar o tema em suas diversas manifestações, quer mobilizar seus componentes para ‘mover montanhas, superar o impossível e realizar a missão’ de triunfar na avenida. Títulos: campeã do grupo especial em 2006. Duas vezes campeã do grupo de acesso, em 2016 e 2020.

Brasil

Já foi 16 vezes campeã do grupo especial e uma vez campeã do grupo de acesso em 2011. Com o enredo ‘A Brasil Traz os Grandes Impérios, nas Garras do Tigre Paulistano’, a agremiação vai contar sobre os impérios que marcaram a história da humanidade e estende sua narrativa para o mundo do Carnaval, homenageando também uma das grandes escolas do carnaval paulistano: o Império da Casa Verde.

A Brasil será a última escola do grupo especial a entrar na passarela, também na madrugada de domingo (3).

 

Confira as notícias do Boqnews no Google News e fique bem informado.

 

 

Notícias relacionadas

ENFOQUE JORNAL E EDITORA © TODOS OS DIREITOS RESERVADOS

desenvolvido por:
Este site usa cookies para personalizar conteúdo e analisar o tráfego do site. Conheça a nossa Política de Cookies.