Mobilização

02 DE DEZEMBRO DE 2021

Instituto GPA confirma fim da Orquestra, que formou 15 mil jovens em Santos

Após mais de 20 anos, Instituto GPA – Grupo Pão de Açúcar decidiu pelo fim das atividades culturais exclusivamente na unidade de Santos.

Por: Da Redação

array(1) {
  ["tipo"]=>
  int(27)
}

(…) E o futuro é uma astronave
Que tentamos pilotar
Não tem tempo, nem piedade
Nem tem hora de chegar
Sem pedir licença, muda a nossa vida
E depois convida a rir ou chorar

Nessa estrada não nos cabe
Conhecer ou ver o que virá
O fim dela ninguém sabe
Bem ao certo onde vai dar
Vamos todos numa linda passarela
De uma aquarela
Que um dia enfim descolorirá (…)

 

Alguns trechos da música Aquarela, de Toquinho, se encaixam perfeitamente no sentimento que dezenas de alunos do Instituto GPA – Grupo Pão de Açúcar sentirão quando tocarem a bela música nas suas duas últimas apresentações do grupo musical, presente em Santos, no litoral paulista, há mais de duas décadas.

Afinal, esta é uma canções que prometem encantar e emocionar o público e faz parte da play list que o grupo fará na Cidade.

Infelizmente, em definitivo.

Afinal, após 20 anos, os últimos acordes tanta da escola como da Orquestra chegarão ao fim.

De forma oficial, o Instituto confirmou o fim das atividades do grupo, que já formou mais de 15 mil jovens ao longo deste período.

Chama a atenção que o encerramento das atividades só ocorrerá na unidade de Santos.

Em Osasco, a atividade permanecerá normalmente.

Surpresa geral

A notícia pegou a todos de surpresa e foi transmitida na semana passada.

Assim, os jovens se mobilizaram e publicaram um abaixo-assinado nas redes sociais, além de comparecerem à Câmara pedindo apoio dos vereadores.

Dessa maneira, já são mais de 3.270 assinaturas (para participar, clique aqui).

Dessa forma, os pais foram à sede do Legislativo pedir apoio dos edis (muitos jovens não puderam comparecer, pois ensaiavam para os dois shows marcados para a próxima semana, encerrando a temporada, já prejudicada em razão da pandemia).

Portanto, os motivos alegados pela direção do instituto, segundo os músicos, foram da falta de verbas no repasse da Lei Rouanet, assim como a venda do hipermercado Extra para o Assaí – pertencente ao mesmo grupo.

Atualmente, os jovens ensaiam no andar térreo do hipermercado localizado no Campo Grande – próximo aos caixas eletrônicos – e também na Estação da Cidadania, pertencente ao GPA.

“Estamos sem clima e sem chão para esses últimos concertos. Esperamos que essas movimentações nos dêem uma saída”, explica a universitária Raphaela Santucci, que integrou o grupo de 2017 a 2020, tocando violoncelo.

Câmara

Assim, o tema ecoou na Câmara de Santos.

Dessa forma, a vereadora Audrey Kleys (PP) propôs moção de apoio para que o instituto se mantenha na Cidade.

“É obrigação de toda a sociedade santista manter este trabalho em nossa Cidade”, salientou a vereadora.

“Queremos uma solução para que tenha continuidade neste trabalho. Vamos criar uma agenda com o Instituto GPA e a Prefeitura para encontrar alternativas. Queremos ajudar neste processo tão importante e transformador”.

Portanto, todos os vereadores deverão assinar a moção de apoio.

Enfim, como diria Toquinho,

E o futuro é uma astronave
Que tentamos pilotar
Não tem tempo, nem piedade
Nem tem hora de chegar
Sem pedir licença, muda a nossa vida
E depois convida a rir ou chorar

Dessa forma, o fim desta história pode ser de risos ou choro.

Assim, resta saber qual o fim da história a ser escolhida…

Enquanto isso, vale a pena conferir a importância da orquestra para uma geração de jovens.

Afinal, os espetáculos gratuitos ocorrerão na terça (7) e no Teatro Guarany e na sexta (10) no Teatro do Sesc, ambos às 20 horas.

 

Últimas apresentações dos músicos do Instituto GPA em Santos ocorrerão na próxima semana. Câmara reagiu ao fim da atividade, que existe há mais de 20 anos na Cidade. Foto: Divulgação/GPA

Nota oficial – Instituto GPA

Dessa forma, confira a nota oficial enviada pelo Instituto Grupo Pão de Açúcar que confirma o fim das atividades exclusivamente na unidade santista. (em Osasco, ela permanece).

“Após mais de 20 anos contribuindo na descoberta e estímulo de talentos da música na Baixada Santista, o Instituto GPA conclui, este mês, o Programa de Música e Orquestra na cidade de Santos, após a formatura dos atuais alunos da unidade.

Com mais de 15 mil jovens talentos formados, o programa encerra seu ciclo de atuação no município, na certeza da sua contribuição para o despertar da vocação musical na região.

A decisão pelo encerramento do programa foi tomada devido a uma combinação de fatores, entre eles, a questão de espaço físico, já que todas as unidades do Extra Hiper terão suas operações transferidas a partir de janeiro, em transação anunciada recentemente ao mercado.

Ainda, vale ressaltar que o Instituto GPA continuará executando outros projetos e programas de investimento social, em linha com o seu planejamento estratégico e alinhados à proposta de valor do grupo no varejo alimentar, a exemplo do Mãos na Massa, um programa de formação para o despertar da vocação para o trabalho.

E o Prosperar, de apoio a alunos de baixa renda, mas com alto potencial cursarem faculdades de excelência.

Avaliação de alternativas

Em respeito aos alunos, professores, pais e ao público da Orquestra Instituto GPA, a companhia enfatiza que a decisão foi tomada depois da avaliação de alternativas para a manutenção do programa, que infelizmente não se concretizaram.

Vale ressaltar, no entanto, que todos os 45 alunos que estão matriculados atualmente no curso concluirão sua formação ainda no final deste ano, com recebimento dos certificados.

O Instituto GPA tem muito orgulho de todo o trabalho desenvolvido ao longo desses anos e por ter colaborado para o nascimento de muitas histórias de sucesso, que agora são importantes nomes da música mundo afora, por meio do curso de música e da Orquestra Instituto GPA.

Esses artistas e todos os alunos que passaram pelo programa são motivo de orgulho para todos os envolvidos no programa e faz com que o Instituto GPA tenha a certeza de que cumpriu o seu papel, encerrando um o programa com um importante legado cultural para a cidade.

Para apoiar os alunos que queiram continuar na carreira musical, o Instituto GPA está dialogando com outras instituições, para mapear, orientar e incentivar os interessados para participarem dos seus processos seletivos”.

Notícias relacionadas

ENFOQUE JORNAL E EDITORA © TODOS OS DIREITOS RESERVADOS

desenvolvido por:
Este site usa cookies para personalizar conteúdo e analisar o tráfego do site. Conheça a nossa Política de Cookies.