ETC
Baixada Santista

Apesar de autorizadas, mais da metade das salas de cinema ainda não voltaram

Apesar da autorização em razão do avanço para a fase verde do Plano SP, grupos como Cinemark e Cinesystem ainda não reabriram suas salas na Baixada Santista

16 de outubro de 2020 - 13:22

Da Redação

Compartilhe

A despeito dos cinemas já terem autorização para retomada das atividades nas cidades da Baixada Santista, em razão da mudança para a fase verde do Plano São Paulo, do Governo do Estado, algumas salas ainda não voltaram às atividades.

Assim, das 43 salas na região, mais da metade permanece fechada (23).

Em Santos, portaria municipal determina que os cinemas poderão voltar a funcionar diariamente, agora por 12 horas.

Alguns, porém, como o Roxy, ainda não aderiram a este prazo ampliado.

Já os cinemas de rua, o horário pode ser estendido até às 23 horas, mas cumprindo o limite de oito horas.

Além disso, os estabelecimentos deverão disponibilizar álcool em gel 70% em todos os ambientes.

E sinalização para o cumprimento das medidas sanitárias de combate ao novo coronavírus, como o uso obrigatório de máscara e distanciamento social entre as poltronas.

Por sua vez, a capacidade de lotação das salas também está limitada em 60%.

E o intervalo entre as sessões passou para 30 minutos para que ocorra a higienização da sala.

Além disso, evitar a formação de aglomerações em filas, saídas e nos banheiros, segundo a prefeitura.

Os cinemas também deverão instalar barreiras de acrílico nos balcões de atendimento e tapete higienizador, além da aferição da temperatura dos clientes.

 

Sem abrir

Em Santos, dois grupos já retornaram: o Roxy e o Cineflix.

Outros, porém, permanecem fechados.

É o caso do Cinemark, instalado no Praiamar Shopping, com 10 salas.

A despeito da rede ter anunciado uma parceria com o Hospital Israelita Albert Einstein, em São Paulo, para a retomada das atividades, nada há programado para as salas em Santos.

Conforme a empresa, um grupo de infectologistas visitou salas da rede para acompanhar todo o percurso que será feito por clientes e funcionários, orientando e desenhando em conjunto os protocolos.

“Nós nos preparamos, durante todo esse tempo, para reencontrar o nosso público com toda a segurança necessária. Nossos protocolos foram pensados e desenhados em detalhes, buscando a segurança e o bem-estar dos nossos clientes e colaboradores. Estamos satisfeitos em poder receber todos com o nível de qualidade da Cinemark”, afirma o presidente do grupo no Brasil, Marcelo Bertini.

A empresa informa que a rede está seguindo as determinações das prefeituras locais das cidades onde opera e assim reabrindo seus complexos paulatinamente.

 

Mais da metade das salas de cinema da Baixada Santista permanece fechada. Foto: Divulgação

Sem previsão

No entanto, por enquanto, as salas de Santos da rede ainda não foram contempladas.

Afinal, nem o shopping nem a rede informam a previsão de retorno das 10 salas para o público.

Em nota, a assessoria de imprensa do Cinemark divulga que a rede “não tem data definida para a reabertura em Santos e não está se pronunciando sobre o assunto no momento. Assim que tivermos novidades, comunicaremos à imprensa”.

A rede já retornou em 18 locais de São Paulo (Capital), Campo Grande (MS), Camaçari (BA), Rio de Janeiro (Capital – 5 locais), Mogi das Cruzes (SP), Foz do Iguaçu (PR), Campinas e Jacareí (ambas em SP).

Além da rede Cinemark, outra que ainda não voltou às atividades no litoral é a Cinesystem, instalada no Litoral Plaza Shopping, em Praia Grande.

Em nota, a empresa garante que permanecerá na cidade do litoral sul paulista, desmentindo eventuais boatos.

“Estamos prontos para reabrir, com todos os protocolos devidamente instalados, a equipe treinada e foco total no bem-estar dos clientes e colaboradores. Com a liberação do governo estamos agora alinhando algumas questões estratégicas internas para que a retomada aconteça o mais breve possível e nossos clientes possam viver novamente a experiência única que só o cinema é capaz de proporcionar”, informa o diretor comercial e de marketing da Cinesystem, Sherlon Adley.

 

De volta

Por sua vez, a rede Cineflix, no Miramar Shopping, em Santos, já retornou às atividades, trazendo opções de filmes.

O grupo está presente nos estados de: São Paulo, Paraná, Rio Grande do Sul, Distrito Federal, Goiás e Mato Grosso.

Algumas unidades não abriram em razão das restrições determinadas pelos estados ou municípios onde estão instaladas em razão do atual estágio de contágio do Covid-19.

Estão liberadas as salas – além de Santos (Miramar Shopping) – as de Várzea Grande Shopping (Varzea Grande – MT), Shopping Sul Valparaíso (Valparaíso de Goiás), Aparecida Shopping (Aparecida de Goiânia – GO), Cantareira Norte Shopping (São Paulo), JK Shopping (Brasília), Shopping Park City (Sumaré), Praça Nova Araçatuba (Araçatuba).

 

Grupos regionais

Já o grupo Roxy, reabriu as unidades do Roxy 5 Gonzaga e o Roxy 6, no Shopping Brisamar, em São Vicente.

Por enquanto, as unidades Anilinas (Cubatão – duas salas) e Iporanga 4 (Shopping Pátio Iporanga – quatro salas) permanecem fechadas, sem data para reabertura.

Em Guarujá,  o Cine 3 Ferry Boat´s Plaza , no Ferry Boat’s Plaza, já retomou suas atividades, assim como o Cine La Plage , no shopping La Plage.

São três salas cada.

Já o Cine-Posto 4, cinema público em Santos localizado na praia do Gonzaga, permanece fechado.

 

 

LEIA TAMBÉM: