ETC
etc

Simpatias: Superstições de casamento

Passe debaixo da escada aquele que nunca acreditou numa superstição. Quando o assunto é casamento, o credo nas crenças populares…

01 de abril de 2011 - 22:09

Da Redação

Compartilhe

Passe debaixo da escada aquele que nunca acreditou numa superstição. Quando o assunto é casamento, o credo nas crenças populares fica ainda mais latente. Segundo a taróloga Maria Adelaide Silvestre, acreditar ou não em superstições é opinião de cada um, mas como diz o ditado: se bem não faz, mal não vai fazer.


“Eu conheço gente bem supersticiosa, principalmente quando é casamento porque é um momento muito importante. É uma decisão para a vida inteira e as pessoas querem garantir que nada dará errado”, explica Adelaide.


A taróloga afirma que as superstições mais comuns são: os convidados jogarem arroz na saída da igreja para dar sorte; casar durante a lua nova propicia um casamento feliz; colocar uma moeda dentro do sapato atrai dinheiro; a cada ano o casal deve comemorar o aniversário de casamento; não deixar que o noivo veja a noiva com o vestido antes do casamento. “Essas eu sempre oriento os casais que se consultam comigo. Porém, eu explico que nenhuma crença popular é válida se o casal não fizer com fé e se amar”, diz Adelaide.


A vidente também dá duas dicas de simpatia para quem vai casar em breve ou não. “Para atrair felicidade ao casal é bacana amarrar no pulso direito do noivo uma fita vermelha arrematando com um nó pequeno e sete nós cegos e depois corte as pontas. Em seguida, a noiva deve fazer o mesmo, só que amarrando a fita no seu pulso esquerdo. Quando o casal caminhar de mão dadas as fitas estarão juntas”.


Outra dica da taróloga, esta para acalmar uma noiva muito nervosa. “Pela manhã, numa vasilha com três litros de água, coloque uma xícara cheia de alecrim, tampe com um véu branco e deixe descansar um dia inteiro dentro do seu quarto. Quando anoitecer, jogue essa água por cima do seu corpo, do pescoço para baixo. A noiva ficará muito mais tranquila durante o casamento”.

LEIA TAMBÉM: