Governo de SP anuncia suspensão de aulas e eventos com mais de 500 pessoas | Boqnews
Foto: Divulgação educação infantil

Coronavírus

13 DE MARÇO DE 2020

Governo de SP anuncia suspensão de aulas e eventos com mais de 500 pessoas

As aulas serão interrompidas gradualmente a partir do dia 16 até o próximo dia 23, quando a paralisação será total nas unidades de ensino.

Por: Da Redação

array(1) {
  ["tipo"]=>
  int(27)
}

Em acordo com o Ministério da Saúde, o governo do Estado definiu que haverá interrupção gradual das aulas na rede estadual de ensino a partir de segunda-feira (16).

Além disso, o adiamento de eventos públicos ou privados que reúnam 500 ou mais pessoas.

E ainda a suspensão por 60 dias das férias de funcionários da rede estadual da Saúde.

“As decisões não são fruto de intuição ou decisões políticas. São decisões amparadas em fatos e informações de ordem técnica e se dão em virtude de circunstâncias, números e evidências”, afirmou o governador João Doria.

“Desde o início desta crise do coronavírus, nós temos dito que a avaliação seria feita diariamente e, até quando necessário, a cada hora, dadas as circunstâncias”, acrescentou.

O reforço nas ações foi determinado após reunião entre Doria, o Ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, o Secretário de Estado de Saúde, José Henrique Germann Ferreira, e o Coordenador do Centro de Contingência do coronavírus em São Paulo, o médico infectologista David Uip.

A interrupção das aulas e restrição de eventos com público visa reduzir a circulação de pessoas, uma vez que os serviços de saúde confirmaram a transmissão local do covid-9 em São Paulo.

A contaminação já ocorre entre pessoas que residem no Estado e não viajaram para países onde a contaminação ocorria anteriormente.

 

Rede estadual de ensino

A rede estadual de ensino reúne 5,1 mil escolas e atende 3,5 milhões de alunos.

As aulas serão interrompidas gradualmente a partir do dia 16 até o próximo dia 23, quando a paralisação será total nas unidades de ensino.

O Governo de São Paulo recomenda que a medida também seja adotada por todas as escolas particulares do Estado.

Na próxima semana, as escolas permanecerão abertas para receber as famílias dos alunos e oferecer orientações.

Uma delas é evitar que crianças e jovens permaneçam em casa sob a tutela dos avós ou parentes com mais de 55 anos.

Os idosos formam o grupo mais vulnerável aos sintomas respiratórios graves provocados pelo covid-9.

“As aulas não serão suspensas de forma repentina. As famílias precisam se organizar. Faremos esta comunicação durante toda a semana que vem. A suspensão das aulas é uma forma responsável de prevenção ao coronavírus”, declarou o secretário Rossieli.

Entre os dias 16 e 20, os alunos que já tenham condições de permanecer em casa com responsáveis com idade inferior a 55 anos não necessitam ir às escolas.

Durante a interrupção, a Secretaria da Educação buscará opções para que todos os alunos participem de aulas ou atividades educacionais pela internet.

A retomada do ano letivo só será definida conforme o avanço do coronavírus for contido no Estado de São Paulo.

 

educação infantil

A interrupção das aulas na rede estadual de ensino será feita de forma gradativa durante a próxima semana. Foto: Divulgação

Eventos

Já a partir de sábado (14), os eventos promovidos pelo Estado que poderiam reunir aglomerações com mais de 500 pessoas estão suspensos por tempo indeterminado.

A mesma restrição deve ser seguida em eventos particulares de qualquer natureza – cultural, esportiva, religiosa etc.

“Nossa posição é clara. A recomendação é que nenhum evento com mais de 500 pessoas seja realizado. Qualquer evento e de qualquer natureza. Até 500 pessoas não há restrições, acima há”, afirmou o governador.

 

Governo Federal

O Ministro da Saúde confirmou a liberação de R$ 94 milhões para São Paulo investir em ações previstas no plano estadual de contingência.

Mandetta também disse que a União reservou R$ 1 bilhão para custear a ampliação de horários de atendimento em unidades de saúde de todo o Brasil.

“Cada solicitação de abertura de leito será atendida imediatamente para habilitação do Ministério da Saúde. Queremos que as UBS estejam mais tempo abertas, mas cabe ao município a melhor organização para esta ampliação”, explicou Mandetta.

Notícias relacionadas

ENFOQUE JORNAL E EDITORA © TODOS OS DIREITOS RESERVADOS

desenvolvido por:
Este site usa cookies para personalizar conteúdo e analisar o tráfego do site. Conheça a nossa Política de Cookies.