Negócios

Primeiro-ministro chinês quer instalar fábricas no Brasil

Li Keqiang participou de uma exposição de equipamentos e manufaturados chineses no armazém 3 do Porto do Rio

20 de maio de 2015 - 15:10

Bruno Villas Bôas e Lucas Vettorazzo

Folhapress

Compartilhe

Em breve discurso, sob intenso calor, o primeiro-ministro disse que o Brasil vai demandar nos próximos anos grande quantidade de equipamentos e que a China pode fornecê-los

Em breve discurso, sob intenso calor, o primeiro-ministro disse que o Brasil vai demandar nos próximos anos grande quantidade de equipamentos e que a China pode fornecê-los

O primeiro-ministro chinês, Li Keqiang, disse nesta quarta-feira (20) que a China quer produzir localmente no Brasil equipamentos e produtos que o país vai precisar para a área de infraestrutura. Segundo o premiê, há conversas sobre a possibilidade de construção de uma fábrica de trens no Rio.

Li Keqiang participou na manhã desta quarta da inauguração de uma exposição de equipamentos e manufaturados chineses no armazém 3 do Porto do Rio.

Em breve discurso, sob intenso calor, o primeiro-ministro disse que o Brasil vai demandar nos próximos anos grande quantidade de equipamentos e que a China pode fornecê-los.

“Além de exportar [para o Brasil], gostaríamos de instalar fábricas e bases para produzir, gerando empregos locais”, disse o primeiro-ministro chinês.

Ele disse que, mais cedo, durante visita ao MetrôRio, conversou com o governador Luiz Fernando Pezão sobre a instalação de uma fábrica de trens no Rio.

“O governador falou sobre como as pessoas estavam satisfeitas com os trens do metrô que fornecemos, de alta qualidade”, explicou Li Keqiang.

Segundo ele, os acordos fechados nesta terça (19) entre China e Brasil foram entre “dois gigantes”.

O evento teve a presença de empresários chineses e brasileiros, além do próprio governador do Rio.

LEIA TAMBÉM: