Turismo

Ouro Preto: Charme histórico

Cidade reúne o melhor da arte barroca, natureza e gastronomia

27 de outubro de 2019 - 09:35

Da Redação

Compartilhe

Terra bastante explorada devido às riquezas, Minas Gerais é um estado que detém muitas cidades históricas.

Entre elas está Ouro Preto, nomeada devido ao mineral encontrado na cidade, tombada como Patrimônio Histórico e Cultural da Humanidade pela Unesco.

Antes chamada de Vila Rica, a cidade recebe aproximadamente meio milhão de visitantes por ano.

 

Arquitetura

Uma das características que mais chamam a atenção na cidade mineira é o conjunto arquitetônico.

Onde a ostentação no século XVIII refletiu em construções – especialmente igrejas – ornamentadas com bastante ouro.

Além disso, Ouro Preto é berço do estilo barroco, principal manifestação artística do Brasil Colônia.

Com destaque, portanto, para trabalhos dos mestres Aleijadinho e Ataíde.

A riqueza da arte é refletida nas fachadas exuberantes e detalhes internos em locais como as igrejas São Francisco de Assis e Nossa Senhora do Pilar.

Em alguns locais, no entanto, não é permitido visitar com câmeras fotográficas e filmadoras.

O turista deve, ainda, se aventurar pelas ladeiras da cidade e visitar lugares como o Largo do Rosário, Museu da Inconfidência e Museu Casa dos Contos.

Natureza

Além do patrimônio dourado, a antiga Vila Rica permite que o visitante encontre paisagens naturais encantadoras.

Os municípios de Ouro Preto e Mariana dividem o endereço do Parque Estadual Itacolomi, que abriga vegetação da Mata Atlântica.

No local, estão diversos animais, como macacos, pacas, capivaras, tatus, mais de 200 espécies de aves.

Além de algumas ameaçadas de extinção.

Muitas trilhas estão no roteiro do parque, onde a do Pico do Itacolomi se destaca.

Após 6 quilômetros de caminhada, a chegada ao topo, que fica a 1.772 metros de altitude, entrega ao turista uma vista panorâmica e privilegiada de Ouro Preto, serras e morros.

Mais curta do que a anterior, a Trilha dos Sentidos proporciona uma experiência diferenciada.

Em alguns trechos, o visitante caminha descalço e em outro momento ele é vendado, a fim de instigar os outros sentidos, além da visão.

Vale ressaltar que os instrutores qualificados orientam os turistas a todo momento.

O valor do ingresso para o parque é de R$ 20 por pessoa. Informações sobre camping, outras atividades podem ser acessadas no site ou facebook.com/parquedoitacolomi.

 

Culinária

A gastronomia mineira é uma das principais do País, representada por pratos típicos como feijão tropeiro, frango com quiabo, angu e couve, lombo com tutu e, é claro, pão de queijo.

A riqueza de sabores está também nos doces, em preparos feitos à base de frutas e com o tradicional doce de leite.

Cachaças artesanais e licores também são tradição.

Em Ouro Preto, a Rua Direita – no Centro – oferece opções para agradar a todos os paladares.

LEIA TAMBÉM: