vida

Acelerando as doações

A Santa Casa de Misericórdia de Santos lançou a campanha de doações  para a compra do Acelerador Linear. Este equipamento…

03 de outubro de 2008 - 13:12

Da Redação

Compartilhe

A Santa Casa de Misericórdia de Santos lançou a campanha de doações  para a compra do Acelerador Linear. Este equipamento permite a otimização e aumento na capacidade de atendimento à população do Litoral Paulista, desde São Sebastião até o Vale do Ribeira.

O Acelerador Linear permite, por meio da técnica corformacional, que os casos de câncer sejam tratados com maior precisão sem afetar outras áreas ao redor das células doentes, além produzir radiação a partir da energia elétrica, ou seja, quando o aparelho é desligado da tomada, a radiação é interrompida imediatamente.



Segundo o diretor superintendente da Santa Casa, Erimar Carlos Brehme de Abreu, a aquisição do Acelerador aumentará aproximadamente em 10% o número de atendimentos feitos pelo hospital. “Com este aparelho poderemos atender até  95% de todos os casos de câncer que passam aqui no hospital. Somente os pacientes com tratamentos mais específicos é que serão encaminhados para hospitais de São Paulo”.

A campanha de arrecadação visa atingir o valor integral do equipamento, R$ 2,9 milhões, mas ainda não tem previsão de comprá-lo, pois o valor é alto e depende de doações. “Contamos com o apoio dos rotarianos e esperamos que a sociedade como um todo perceba a importância do Acelerador no tratamento destes pacientes. Somos o único centro de Alta Complexidade em Oncologia da Baixada Santista e por essa razão queremos ampliar nossa capacidade de atendimento”, afirma Brehme.

Manutenção

No entanto, segundo ele, o custo não se restringe apenas à aquisição do Acelerador, pois existem também as despesas com a manutenção. “O poder público queria  nos vender o equipamento em várias parcelas, mas as despesas somente com a manutenção ficam em torno de R$ 600 mil. Por essa razão ainda não compramos e lançamos a campanha. O hospital  não tem como arcar com as parcelas acrescidas deste valor mensal”, revela.

Crianças
Entre as novidades do Acelerador está o tratamento de radioterapia em crianças. “Cuidar de casos infantis é complicado porque não se pode afetar outras áreas do corpo e comprometer o desenvolvimento. Com a precisão do aparelho, poderemos atender melhor e com menos efeitos colaterais as crianças que passarem ou forem indicadas para cá”, explica o médico-chefe do serviço de radioterapia, Carlos Alberto de Simone Siqueira.

Segundo o médico, o hospital está estruturado para atender o crescimento previsto, pois conta com a presença de profissionais capacitados. Atualmente são feitos cerca de 400 atendimentos mensais no setor de oncologia da Santa Casa.

Doações
A campanha para a compra do Acelerador conta, também, com o apoio do judoca, medalha de bronze nos jogos de Pequim, Leandro. Para colaborar basta depositar qualquer quantia na agência 0553 do Banco Real, C/C nº 6744000.

LEIA TAMBÉM: