Entrevista

Hidratação e alimentação de produtos naturais são a fórmula do bem-estar

Em tempos de lockdown decorrente da pandemia, o stress e a ansiedade ganham espaço, especialmente nas pessoas que consomem diariamente…

23 de março de 2021 - 17:47

Da Redação

Compartilhe

A nutricionista Amanda Soares esclareceu dúvidas diversas de internautas para uma boa alimentação. Foto: Reprodução

Em tempos de lockdown decorrente da pandemia, o stress e a ansiedade ganham espaço, especialmente nas pessoas que consomem diariamente informações ligadas ao Covid-19.

Com mais tempo em casa, a probabilidade do aumento do consumo de alimentos industrializados cresce, podendo ocasionar os indesejados quilos a mais na balança, além de riscos à saúde a longo prazo.

“A alimentação correta é que se baseia em alimentos in natura, além da boa qualidade do sono e controle do stress, sem esquecer, é claro, da hidratação”, explica a nutricionista Amanda Soares.

Ela participou do programa Jornal Enfoque – Manhã de Notícias desta terça (23), onde relatou dicas importantes para a manutenção da qualidade de vida.

Além disso, a profissional enfatizou que é possível ter uma dieta saudável, sem gastar tanto.

“Os alimentos in natura não apresentam alto custo, ao contrário dos industrializados”, reforçou.

Dessa forma, indagada qual a dieta adequada para fortalecer a imunidade a doenças, como a gripe e a própria Covid, a profissional destacou que elas, exclusivamente, não resolvem os riscos, mas ajudam o organismo a combater vírus e bactérias.

 

Alimentos

Entre os alimentos elencados pela profissional estão o zinco, presentes nas sementes de abóbora, Vitamina D (luz solar), selênio (castanha-do-pará), Vitamina C (frutas cítricas, como laranja, tangerina).

E ainda: Vitamina A, presente em alimentos de cor amarela/alaranjada, como cenoura, abóbora – além do cobre, presente na castanha de caju e no cacau.

Amanda também destacou que o própolis – proveniente das resinas na vegetação captadas pelas abelhas – fortalece a imunidade, especialmente com ação anti-inflamatória e antioxidante no combate aos radicais livres.

“Mas não significa que a pessoa está prevenida contra doenças. O própolis ajuda, mas junto com uma alimentação saudável”, salienta.

 

Para quem se recupera da Covid, além destes alimentos, deve-se incluir hidratação constante, com consumo de vegetais, frutas e legumes in natura.

“Deve-se evitar produtos processados e industrializados”, salienta.

Chás, como de gengibre, também são benéficos, pois são anti-inflamatórios.

 

Alimentos in natura, como frutas, legumes e verduras, ajudam a fortalecer a imunidade. Foto: Divulgação

Ansiedade

Dessa forma, a nutricionista também alerta para o fato de muitas pessoas terem engordado em razão da ociosidade provocada pela pandemia.

 

Um estudo com 30 países mostrou que os brasileiros foram os que mais ganharam peso durante a pandemia até o momento, segundo a profissional.

Assim, ela enumera alguns fatores, como a alimentação de produtos industrializados, um verdadeiro vilão para a saúde, e as noites mal dormidas.

“Para ter uma boa qualidade de sono e boa digestão, o ideal é que a última refeição da noite ocorra até às 20 horas”, salienta.

 

Assim, como reflexo, a obesidade infantil também avança, especialmente em razão da falta de atividades físicas e a presença das crianças e adolescentes em frente ao computador, celular e até a TV, seja assistindo programas, seja jogando.

“Este cenário pode favorecer o ganho de peso e trazer doenças a longo prazo”, explica.

 

Confira a entrevista completa 

 

 

LEIA TAMBÉM: